Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Parlamentares admitem que aprovação do pré-sal não será tarefa fácil

3 JAN 10 - 16h:00
     

        Da redação

         

Com uma base aliada de tamanho mais reduzido que na Câmara e poucas chances de negociação com o PSDB e o DEM, o governo terá que impor sua maioria se quiser aprovar os quatro projetos do pré-sal ainda no primeiro semestre de 2010.

Senadores da base aliada, como Renato Casagrande (PSB-ES) e o líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), reconhecem que a tarefa não será fácil e por ser tratar de um ano eleitoral, quando os trabalhos legislativos são praticamente interrompidos a partir de julho por conta das campanhas.

Mercadante afirmou que essa é uma pauta do governo e, por isso, não cabe estabelecer expectativas de um acordo com a oposição em torno das matérias mas, sim, mobilizar a base, ter maioria e votar.

O líder petista destacou que, em ano eleitoral como 2010, com eleição presidencial e renovação de dois terços do Senado, ?sempre se exige uma concentração de esforços maior de fevereiro a junho? para que matérias estratégicas, como o pré-sal, possam ser apreciadas em tempo hábil.

Com informações da Agência Brasil

         

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Destaques da Honda no Salão de Milão 2019
CORREIO VEÍCULOS

Destaques da Honda no Salão de Milão 2019

CLÁUDIO HUMBERTO

Meu governo tem os olhos postos no mundo, mas em primeiro lugar no Brasil

Confira o seu astral para esta segunda-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta segunda-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta segunda-feira: "Relacionamento sempre difícil"

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião