Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

vetos

Parlamentar sugere "fechar a CCJ"

1 DEZ 2010Por lidiane kober05h:25

Tentativa frustrada de derrubar veto do Executivo a projeto irritou o deputado Amarildo Cruz (PT) que, em clima de indignação, sugeriu fechar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e entregar a análise técnica das matérias nas mãos do líder do governo, Youssif Domingos (PMDB). A declaração ocorreu ontem durante a análise de seis vetos a projetos dos parlamentares. Em todas as votações, a maioria dos governistas seguiu a orientação do Executivo, passando por cima, inclusive, das decisões da CCJ.

A irritação do petista se deu depois de deputados da base manterem veto a projeto de sua autoria, que institui a obrigatoriedade da instalação de divisórias nos caixas automáticos e de atendimento dos estabelecimentos bancários do Estado. Segundo Amarildo, a proposta garantiria mais segurança ao cidadão, porém, o Executivo entendeu que a matéria é inconstitucional e ganhou o apoio dos governistas. Votaram pela derrubada do veto a bancada do PT, além de Marquinhos Trad e Júnior Mochi, ambos do PMDB. Na CCJ, os integrantes votaram contra o veto do Governo. "Fecha a CCJ e passa tudo (os projetos) para o Youssif", desabafou Amarildo.

O único dos seis vetos derrubados em plenário trata da proibição da construção de prédios privados no espaço territorial do Parque dos Poderes. Depois de Youssif anunciar que o Executivo concordou em aprovar o projeto, por unanimidade, o veto foi derrubado. "Neste caso não valeu a questão técnica, mas a política", cutucou Amarildo. (LK)

Leia Também