Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Parceria entre Gmail e Google+ envia mensagens mesmo sem ter endereço

Parceria entre Gmail e Google+ envia mensagens mesmo sem ter endereço
10/01/2014 14:00 - techtudo


A integração do Google+ aos serviços do Google está cada vez maior. Agora, é a vez de o Gmail ganhar mais um novo recurso utilizando a rede social do gigante de buscas. A partir dos próximos dias, os usuários do Gmail poderão enviar mensagens para os contatos do Google Plus mesmo sem ter o endereço do seu correio eletrônico. Seus nomes aparecerão no “autocompletar” de destinatários.

Na hora de compor uma mensagem, o remetente tem algumas sugestões de destinatários enquanto digita o endereço da pessoa para a qual o e-mail será enviado. Agora, este recurso exibirá não somente os e-mails da sua agenda como também os nomes de perfis de contatos do Google+.

Isso significa também que ficou mais fácil para pessoas "desconhecidas" enviarem e-mails umas para outras. Já que a ideia dos círculos do Google+ é mais ampla que a de grupos de amigos no Facebook. Ou seja, qualquer pessoa que faça parte de um de seus círculos pode, agora, lhe enviar também um e-mail.

A ativação desta ferramenta ainda não está disponível para todos, mas quando a conta estiver apta, o usuário receberá um e-mail e as instruções. Em post no blog oficial do Gmail, o Google explica que haverá, para isso, uma nova opção nas configurações da conta que deve ser alterada pelo usuário.

O dono de uma conta poderá decidir se a sua conta do Google+ será sugerida no autocompletar dos seus círculos ou não. Além disso, o Gmail terá um filtro automático para mensagens que forem enviadas assim: e-mails de amigos que estão nos seus círculos irão para sua caixa principal, enquanto os de quem não está em nenhum dos círculos vão para a pasta “social” do Gmail.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?