Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paraná quer o fim da campanha de vacinação antiaftosa no rebanho

2 MAR 10 - 06h:27
O Paraná solicitou ontem ao ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, permissão para suspender a campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado, que existe há 40 anos. O secretário de Agricultura paranaense, Valter Bianchin i, entregou ao min istro um documento com a argumentação a favor da medida, que tem como intenção conquistar mercado em países que barram carne de regiões consideradas livres de aftosa com vacinação, como Mato Grosso do Sul. A Federação de Agricultura do Paraná (Faep) acredita que Stephanes já comprou a ideia do Estado, e que anunciará o fim da vacinação antes da segunda etapa da campanha, que começa em maio. Depois, será preciso esperar um ano para pleitear junto à Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) o status de área livre de aftosa sem vacinação. Até o momento, apenas Santa Catarina recebeu a “honraria” que abre as portas de países exigentes, como o Japão. Rio Grande do Sul já estuda seguir os passos do Paraná. Segundo a federação paranaense, se a obrigação de vacinar o rebanho de cerca de 10 milhões de bovinos cair, as atenções do Estado estarão voltadas para a inspeção do gado vindo de outras regiões do País. (CHB)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Futebol de 5 do Brasil <BR>chega invicto a Lima
PARAPAN-AMERICANOS

Futebol de 5 do Brasil
chega invicto a Lima

RENÚNCIA

Ministro da Fazenda da Argentina entrega cargo

Eleições primárias desencadearam uma crise no governo
SAÚDE

Kit único pode identificar patógenos causadores de infecções

kit vem sendo testado em equipamentos de última geração
INTERNACIONAL

Ataque em casamento deixa dezenas de mortos em Cabul

Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado

Mais Lidas