domingo, 22 de julho de 2018

PARANAENSE

Paraná e Atlético tentam sair da crise em clássico

6 FEV 2011Por 08h:00

Vivendo momentos ruins no Campeonato Paranaense, Atlético Paranaense e Paraná Clube fazem, neste domingo, às 19h30 (de Brasília), na Arena da Baixada, o clássico da crise. De um lado o Furacão perdeu o técnico Sérgio Soares, que pediu demissão após a derrota para o Cascavel. De outro, o Tricolor, com apenas dois pontos ganhos, que não consegue encontrar o bom futebol, com um grupo montado e desmontado em apenas um mês de trabalho.

Independentemente o anúncio de um novo treinador até o apito inicial da partida, quem comanda o grupo rubro-negro será novamente o auxiliar Leandro Niehues, que em 2010 chegou a ser efetivado no cargo, o que não deve se repetir. O grande trunfo do interino será o retorno do meia Paulo Baier, que cumpriu suspensão diante da Serpente, fazendo muita falta a um time que não apresentou criatividade alguma, ficando apático em campo.

Lanterna da competição, com o pior início de Estadual de sua história, o Paraná Clube tem a chacne de renascer com uma vitória no clássico. A missão, olhando o atual retrospecto, parece das mais complicadas, mas o técnico Roberto Cavalo, agora dando maior espaço aos jogadores da base, acredita que o time já demonstrou sinais de evolução no empate diante do Paranavaí. Dentre as possíveis novidades, Javier Mendez, fazendo a função de zagueiro, além de Douglas Packer e Vinícius, recém-contratados, podendo inciar a partida.

Para o jovem lateral Henrique, com uma sequência positiva o Tricolor vai conseguir se encaixar.

- A gente está procurando a formação ideal. A falta de entrosamento, a gente sabe que é um problema. Mas, vamos encaixando e, durante o campeonato a gente conseguirá os resultados -, finalizou

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X PARANÁ CLUBE

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 06 de fevereiro de 2011, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes: José Amilton Pontarolo e Adair Carlos Mondini

ATLÉTICO-PR: João Carlos; Wagner Diniz, Gabriel (Manoel), Rafael Santos e Paulinho; Alê, Vítor, Paulo Bater e Madson; Guerrón e Lucas
Técnico: Sérgio Soares

PARANÁ: Jociel Henrique; Javier Mendez, Borges e Rafael Vaz; Paulo Henrique, Alan, Taianan (Vinícius), Marquinhos (Douglas Packer) e Henrique; Tito e Renato
Técnico: Roberto Cavalo

Leia Também