Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

CONGRESSO DA CARNE

Paraguai quer reforçar imagem pela pecuária

28 MAI 2011Por DA REDAÇÃO13h:47

O perfil tradicional do pecuarista paraguaio vem mudando sistematicamente nos últimos cinco anos. Nesse período, cerca de 20 mil novos produtores se incorporaram à atividade rural, resultado do investimento de empresários, advogados e engenheiros na criação de gado. Muitos dos recém chegados são brasileiros e trazem para a pecuária paraguaia conceitos novos, mas que acabam consolidando este como um dos setores com maior investimento no país.

 Esse quadro é que o assessor da Asociación Rural Del Paraguai, Marcos Medina, quer mostrar no Congresso Internacional da Carne, dias 8 e 9 de junho em Campo Grande (MS), na palestra ‘A realidade do Paraguai na produção de carne’. “A pecuária é um dos setores de maior representatividade no Paraguai, não só no segmento da produção, mas no desenvolvimento do Paraguai”, enfatiza Medina, destacando que a associação tem importante atuação também na área social, em especial na região do Chaco paraguaio.    

 Segundo Medina, a imagem da pecuária foi fortalecida com a declaração da OIE, em 2009, de que o sistema de sanidade do país é confiável. O reconhecimento externo veio também com a oportunidade de dar apoio técnico durante a crise da febre aftosa na Ásia, na Coréia e Japão. “Mostrou que esses países reconhecem e confiam no nosso trabalho”, avaliou.

Entre os 10 maiores exportadores de carne mundial, o Paraguai tem um rebanho de ovinos de 12,3 milhões de cabeças. A Asociación Rural tem cerca de três mil associados e aglutina cerca de 40 mil produtores rurais. A cadeia da pecuária responde por 12,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e gera aproximadamente 500 mil postos de trabalho diretos, contribuindo com 20% da pauta de exportações paraguaia. Atualmente, a comunidade brasileira no Paraguai é formada por mais de 500 mil pessoas.

 O Congresso Internacional da Carne é uma realização do International Meat Secretariat (IMS/Opic) em conjunto com a Federação de Agricultura Mato Grosso do Sul (Famasul)

Leia Também