Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paraguai disse que vai esperar até agosto para acordo amistoso sobre Itaipu

16 JAN 09 - 23h:00
     

        O Paraguai estipulou um prazo até agosto para que um acordo amistoso seja negociado com o Brasil a respeito dos preços da energia elétrica produzida pela usina binacional de Itaipu, informaram nesta sexta-feira autoridades de Assunção. "Se, até o dia 15 de agosto, não houver nenhuma solução possível, o Paraguai se reserva o direito de recorrer a instâncias de arbitragem internacionais", anunciou hoje Ricardo Canese, designado pelo governo de Fernando Lugo para coordenar as negociações com os brasileiros.

         

        Canese advertiu que, se não prosperarem as conversações para que o Paraguai consiga receber uma compensação maior pela energia elétrica vendida ao Brasil, o processo em um tribunal internacional "pode acontecer antes". "Se as coisas estão empatadas, para quê esperar?", indagou o técnico.

         

        O Paraguai recebe cerca de US$ 300 milhões por ano do Brasil pela cessão de sua parte da energia produzida em Itaipu, que alimenta os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul. Lugo pede que seja praticado o "preço de mercado" entre os dois países --entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões. "Aqui, é o Brasil que deve ceder", afirmou Canese, destacando que o prazo fixado por seu país dá tempo suficiente para saber se o governo brasileiro está disposto a alcançar um acordo.

         

        A usina hidrelétrica de Itaipu foi construída no rio Paraná, na fronteira entre Brasil e Paraguai.

         

        (Com Informações da Folha Online)

         

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CRISE

Sem acordo com oposição, Bolívia pode ter eleições por decreto

Mais de 36 mil jovens precisam se vacinar contra o sarampo em MS
CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Mais de 36 mil jovens precisam se vacinar contra o sarampo em MS

TRIBUTÁRIA

Governo enviará ao Congresso proposta de reforma com imposto sobre consumo

Idosa de 84 anos é presa por dirigir bêbada e quase causar acidente
BR-163

Idosa de 84 anos é presa por dirigir bêbada e quase causar acidente

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião