Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Para petistas, apoiar dobradinha de Moka com Delcídio é traição

18 MAR 10 - 08h:02
Deputados do PT descartam apoiar a dobradinha do senador Delcídio do Amaral (PT) com o deputado federal Waldemir Moka (PMDB) na disputa pelo Senado, mas acusam representantes do PMDB de tentar vincular a campanha de Moka com a do atual senador. Eles avaliam que aliados do governador André Puccinelli (PMDB) devem trair o segundo candidato ao Senado para favorecer Moka. No entanto, deputados do PMDB garantem fidelidade e afirmam nunca ter discutido internamente a possibilidade de fazer campanha em prol da suposta dobradinha. Os deputados petistas Paulo Duarte, Pedro Kemp e Amarildo Cruz juram que “jamais fariam campanha para candidato de chapa oposta”. “Qualquer tipo de traição enfraquece o partido”, explicou Kemp. Por outro lado, apostam na infidelidade dos peemedebistas. “Traição está acontecendo é no PMDB”, declarou Duarte. “Tanto é que estão rifando a segunda vaga de candidato ao Senado”, completou. Segundo os petistas, o PMDB tem interesse em vincular a candidatura de Moka com a de Delcídio. “Como Delcídio é um candidato muito forte, eles vão colar no senador para puxar o segundo voto”, disse Kemp. “Isso está tão claro que o próprio Murilo (vice-governador Murilo Zauith) não quer mais concorrer ao Senado”, acrescentou Duarte. No entanto, deputados do PMDB, como Youssif Domingos, Júnior Mochi e Jerson Domingos, também garantem jamais trair o partido. “O nosso compromisso é com o Moka é com o segundo candidato da chapa do André”, informou Jerson. Segundo ele, o governador ofereceu a outra vaga a Murilo Zauith. Porém, o DEM não quer lançar o vice- governador apenas para “tapar buraco”. “Esse tipo de especulação é coisa de adversário que quer desestabilizar o Murilo”, opinou Jerson. Realista, Youssif admitiu a possibilidade de ocorrer a dobradinha Moka-Delcídio, porém assegurou nunca ter discutido a questão com os correligionários. “Erro primário” Da mesma forma, os précandidatos ao Governo do Estado, o governador André Puccinelli e o ex-governador José Orcírio dos Santos (PT), afastam a dobradinha com Moka e Delcídio. “O Delcídio é uma pessoa inteligente, por isso não vai cometer um erro primário desses. Ele sabe que a população não gosta de gente pulando de galho em galho”, opinou o petista. Hoje, a aposta do PT é a dobradinha formada por Delcídio e pelo deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT). Puccinelli fez questão de deixar claro que sua coligação apoiará as candidaturas de Moka e Murilo.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Atraso do Reviva prejudica <br>comércio e 35 lojas já fecharam
CAMPO GRANDE

Atraso do Reviva prejudica comércio e lojas fecham

Banco será  responsável por aditivo <br>em obra do Reviva Centro
REVIVA CAMPO GRANDE

Banco será responsável por aditivo
em obra do Reviva Centro

Sanesul pode perder concessão de serviços de saneamento em Dourados
IMPASSE

Sanesul pode perder concessão de serviços em Dourados

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quarta-feira: "Ganância desenfreada"

Mais Lidas