Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Para Orcírio, André revela medo ao insistir em recuo

Para Orcírio, André revela medo ao insistir em recuo
21/03/2010 20:30 -


     

Marco Eusébio

 

O ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos (PT) classificou como "obsessão e medo" a insistência do governador André Puccinelli (PMDB) em uma eventual desistência da candidatura petista na disputa pelo governo em Mato Grosso do Sul. Hoje, em Campo Grande, passando o domingo com a família depois de três dias percorrendo cidades do interior, Orcírio reforçou o que havia afirmado no dia anterior, durante ato político em Fátima do Sul: "Só Deus poderá me tirar da disputa pelo governo. O PT quer, eu quero", assegurou.

 

A declaração de Orcírio foi uma resposta à afirmação de André Puccinelli que, depois de repetir por diversas vezes que decidiria seu posicionamento político no dia 31 de março, declarou que vai esperar até o dia 15 de abril pela ministra Dilma Rousseff, pré-candidata petista à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Puccinelli aposta no recuo da candidatura do ex-governador em Mato Grosso do Sul. Divulgadas na edição de sábado do Correio do Estado, as declarações do governador foram rebatidas pelo pré-candidato petista em reunião realizada na Câmara dos Vereadores de Fátima do Sul, reduto do deputado estadual Londres Machado (PR) e berço político de Puccinelli.

Felpuda


Certa pré-candidatura à Prefeitura de Campo Grande nasceu com grandes brechas que certamente serão usadas pelos adversários no período da campanha eleitoral, segundo voz corrente nos bastidores políticos. Uma delas: como o postulante vai dizer que fará boa administração se no período em que administrou conhecida instituição passou boa parte do tempo reclamando de crise financeira e ameaçando fechar as portas?