Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Para Nelsinho, ninguém fez mais pelo Brasil do que Lula

15 ABR 10 - 03h:27
Adilson Trindade

“Não vou apoiar a ex-ministra Dilma Rousseff apenas por gratidão. Vou apoiá-la e, consequentemente, também o presidente Lula em seu projeto político, por acreditar no trabalho governamental que foi feito até agora e que tenho certeza continuará sendo feito no futuro”. A afirmação, inegavelmente decidida e definitiva, foi feita ontem pelo prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, do PMDB, que deseja dar um basta na especulação de que ofereceu o seu apoio apenas por gratidão à candidata do Partido dos Trabalhadores.

Para Trad Filho, nenhum governo federal anterior fez tanto na área da educação, por Campo Grande, na saúde e o desenvolvimento do Brasil como um todo, beneficiando todos os brasileiros. “E não sou apenas eu que entendo assim. A maioria absoluta da população tem a mesma crença, a mesma certeza”. E é por isso, ressaltou, que as pesquisas indicam que 86% da população aprovam a administração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que teve, como um dos principais coadjuvantes, (chefia da Casa Civil) a ex-ministra Dilma.

O prefeito campo-grandense, visto nos meios políticos como “neo-peemedebista” (ele só entrou no partido há 7 anos) vai mais além ao dizer que faz questão de deixar claro o seu reconhecimento pelo trabalho do governo federal, não apenas do presidente Lula e da ex-ministra Dilma Rousseff, por entender não desejar que os moradores da Capital e do Estado pensem que está trocando seu apoio à candidata do PT por recursos e favores.

“Desde que assumi a Prefeitura de Campo Grande e tive o meu primeiro encontro com o presidente Lula, ganhei a sua simpatia e ele ganhou a minha. Nós sempre nos entendemos muito bem e nos tratamos de forma carinhosa. Não poderia, num momento como este, de tamanha importância política, descartar a amizade e o carinho sempre claros em nossas vidas, em nosso relacionamento político e pessoal. Isso vale muito para mim”, enfatizou Trad Filho.
Em entrevista quase em tom de desabafo, o prefeito fez questão de afirmar que “estarei em todos os palanques do governador André Puccinelli. Na linha de frente”. E pede que ninguém se confunda: “apoiar o projeto político do presidente Lula e de Dilma Rousseff não tem a menor relação com a candidatura de José Orcírio, que é nosso adversário no Mato Grosso do Sul”.

Trad Filho garante que seu relacionamento com o governador não sofreu qualquer abalo. E diz mais: “André só não está apoiando a Dilma, por causa do lançamento e manutenção da candidatura do ex-governador petista. Por isso, apoiará o ex-governante de São Paulo, José Serra”. O prefeito de Campo Grande acredita que a população de Campo Grande e de Mato Grosso do Sul entenderá de forma muito clara seu posicionamento político. “Sou Dilma, mas sou André”, finalizou.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

POLÍTICA

'Infieis' vão à Justiça para que possam deixar PDT e PSB sem perder mandato

Senado aprova divisão de recursos do pré-sal com estados e municípios
MEGALEILÃO DO PETRÓLEO

Senado aprova divisão de recursos do pré-sal

Já campeão, Brasil atropela Itália e termina invicto campanha no Japão
VOLÊI

Já campeão, Brasil atropela Itália e termina invicto

Dois são absolvidos de processo que envolve Puccinelli e Amorim
JUSTIÇA FEDERAL

Dois são absolvidos de processo que envolve André

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião