ESPORTES

Para especialista, trabalho com crianças deve ser feito por profissionais

Para especialista, trabalho com crianças deve ser feito por profissionais
25/01/2010 08:37 -


A iniciação no futebol tem relação com o início da preparação física e se não for realizado por profissionais especializados a criança pode sofrer com problemas de saúde no futuro, como alerta o profissional de educação física, Marcelo Ferreira Miranda, coordenador do Laboratório de Avaliação Física da UCDB e especialista em motricidade humana. “O trabalho de iniciação física em crianças deve ser realizado considerando- se a fase de desenvolvimento motor em que ela se encontra, privilegiando as vivências motoras que ampliem o seu universo motor, e deve ser realizado forma lúdica e prazerosa”, afirmou. O professor lembra que os pais devem pesquisar alguns detalhes do local onde dei xarão seus filhos para t rei n amentos. “É importante saber se o treinador é profissional de educação física e se está habilitado. Depois deve questionar sobre quais são os objetivos que ele tem em mente e se seu filho vai ter a oportunidade de vivenciar valores olímpicos que devem acompanhar o processo de i n ic i ação desportiva”, relatou o pesquisador ao complementar que “é importante saber se o treinamento está adequado, dentro de uma faixa etária condizente, pois na fase inicial faz muita diferença o estilo de treino em relação ao desenvolvimento físico e consequentemente exige métodos de trabalho diferenciados”, concluiu. Sobre a idade mais apropriada para se iniciar o trabalho físico, Marcelo Ferreira afirma que é preciso uma pré-avaliação. “O estímulo ao desenvolvimento físico deve ser constante desde o nascimento, porém adequado a sua fase de desenvolvimento biológico. O profissional deve identificar através da avaliação de maturação sexual qual a fase em que a criança se encontra, pois a partir daí, deve- se tomar cuidado para que cargas excessivas e métodos mais avançados não venham causar problemas de crescimento”. (JP)
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".