Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

Para deputado, atitude do PMDB pode complicar reeleição

2 ABR 2010Por 21h:20

Fábio Dorta, de Dourados

 

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) afirmou ontem que "o veto do PMDB" à indicação da primeira-dama de Campo Grande, Antonieta Trad (PMDB), como suplente do vice-governador Murilo Zauith (DEM) na disputa por vaga ao Senado poderá complicar a reeleição do governador André Puccinelli (PMDB). Segundo ele, a cúpula do PMDB "está brincando com a região da Grande Dourados" e desprezando a força política do Bloco Democrático Reformista (BDR), formado por DEM, PSDB e PPS".

Teixeira afirmou que, depois de extensas negociações ocorridas anteontem, inclusive durante a noite, o governador teria deixado com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) as articulações para que Antonieta fosse suplente de Murilo. "A primeira-dama ficou entusiasmada com o convite e concordou em disputar a eleição, com a aquiescência do prefeito, mas depois tudo mudou e houve um recuo", contou.

Antes de sugerir a primeira-dama para ser suplente de Murilo, o DEM indicou, sem sucesso, os nomes dos ex-secretários de Obras, Edson Giroto (PR), e do de Habitação, Carlos Marun (PMDB).

 

Candidatura própria

O deputado afirmou que a postura do governador e do PMDB em querer ocupar todos os espaços pode trazer problemas sérios para o projeto político de Puccinelli. "A postura de venha a nós tudo e vosso reino nada, pode colocar em risco a sua reeleição", declarou Zé Teixeira, acrescentando que o PMDB está passando como um "tsunami" por cima dos aliados.

O deputado disse que a tendência hoje ainda é apoiar a reeleição de Puccinelli, mas alertou que a postura do PMDB poderá fazer até o BDR reavaliar a possibilidade de lançar candidatura própria ao Governo do Estado, citando o nome da senadora Marisa Serrano (PSDB). "Se dependesse de mim já tinha lançado a Marisa", finalizou o deputado do DEM.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também