Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

PRESSÃO POLÍTICA

Para Delcídio, nomeações saem do papel

2 MAI 2011Por ANA PAULA LEITE00h:00

Novo presidente nacional do PT, Rui Falcão prometeu agilizar o processo de definição dos cargos federais nos estados. A pressão ocorreu no encontro do Diretório Nacional do partido em Brasília. A bancada do PT cobrou da presidente Dilma Rousseff (PT), um posicionamento sobre as nomeações. O senador Delcídio do Amaral (PT), disse que a pressão para a definição dos cargos federais existe e não é de hoje. Ele garantiu que esta semana as nomeações vão sair do papel. “Semana que vem nós vamos aumentar a pressão para definir isso”, enfatizou.

Para o deputado federal Vander Loubet (PT-MS), o quadro de saúde do presidente José Eduardo Dutra retardou o processo. “A presidente Dilma estava tocando isso com o presidente do partido. O problema de saúde de Dutra atrapalhou o processo”, explicou. Ele acredita que com a posse de Rui Falcão no comando do PT, as definições dos cargos federais vão sair o mais rápido possível. “Nós esperamos que semana que vem já comece acontecer as nomeações”, afirmou.

A cobrança da bancada petista ocorreu depois de quatro meses de espera e após a nomeação do engenheiro e empresário mineiro Gilson de Carvalho Queiroz Filho, presidente do Crea-MG (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) como presidente da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), um dos mais cobiçados órgãos do segundo escalão do Governo federal. A nomeação foi publicada na quinta-feira no Diário Oficial da União, em portaria assinada pelo ministro da Casa Civil Antonio Palocci.

Mato Grosso do Sul
No PT do Estado existe  consenso em relação a cargos importantes. A candidata a vice-governadora de José Orcírio dos Santos (PT), Tatiana Ujacow (PV), nas eleições de 2010, disputa com o ex-deputado estadual Amarildo Cruz (PT) a chefia do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Caso ela não fique com o cargo, assumirá o DRT (Delegacia Regional do Trabalho) no Estado.

O ex-deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), que perdeu a eleição para o Senado, é o mais cotado para assumir a presidência da Eletrosul ou uma das diretorias da empresa. Com a criação da Agência da Aviação Regional, da Secretaria de Aviação Civil (SAC), a bancada federal do PT indicou ex-deputado estadual Pedro Teruel (PT), empresário do ramo de aviação. O Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), será entregue ao atual dirigente do Ibama, David Lourenço.

O ex-secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Augusto Longo, deve assumir a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), no lugar de Flávio Britto, que, embora filiado ao PPS, é indicado pelo PMDB. A nomeação de Longo é pedido do ex-governador José Orcírio dos Santos.
Os petistas defende ainda mudança na superintendente da Polícia Rodoviária Federal. O plano é trocar o inspetor Valter Aparecido Favaro, por Valdir Brasil. O atual superintendente é considerado um afilhado político do PMDB.

Leia Também