sábado, 21 de julho de 2018

TABELA

Para corrigir IR, Governo pode fazer mais cortes

3 MAR 2011Por infomoney20h:10

Após a aprovação do salário mínimo de R$ 545 para este ano, o Governo abriu espaço para a correção de 4,5% da tabela do Imposto de Renda. Contudo, esse ajuste custará mais cortes por parte do Governo.

A afirmação é do ministro da Fazenda, Guido Mantega. De acordo com ele, para sustentar a correção proposta, será preciso fazer novos cortes e elevar tributos.

“Nós vamos reajustar a tabela, mas vamos ter que fazer os cálculos”, disse o ministro, segundo a Agência Brasil. Pelas contas do ministro, com a correção, o Governo deixará de arrecadar em torno de R$ 1,6 bilhão.

“Temos de achar a fonte para essa nova despesa. Então, ou a gente faz um ajuste em algum tributo ou fazemos nova redução de despesa”, afirmou, nesta quinta-feira (3).

Cortes
O ministro ainda afirmou que o reajuste não afetará o corte de mais de R$ 50 bilhões que o Governo detalhou na última semana.

Nesse corte, não foi considerada a correção da tabela. De acordo com a secretária de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Célia Correia, o orçamento deve sofrer novos ajustes para comportar o impacto fiscal previsto.

“Assim que for divulgada e formalizada essa correção da tabela, vamos rever os números para o próximo relatório”, afirmou nesta semana.
 

Leia Também