Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Para Antônio João, avanço de Dilma é danoso para André

Para Antônio João, avanço de Dilma é danoso para André
26/05/2010 07:42 -


O crescimento da candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República, como apontam as últimas pesquisas de intenções de votos, pode prejudicar o projeto de reeleição do governador André Puccinelli (PMDB). A avaliação é do suplente de senador, Antônio João Hugo Rodrigues (PTB). “Ainda não sabemos como (o avanço de Dilma) vai afetar, mas pode ter efeito danoso para o André”, comentou ontem, em entrevista ao apresentador B. de Paula do jornal MS Urgente, da TV Guanandi.

A previsão de Antônio João leva em consideração o alto índice de popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Se você tem a Dilma subindo no rastro dele (de Lula), é natural que isso beneficie o PT”, observou. “Isso é um problema sério para o André”, acrescentou.
Porém, ele reconheceu ser impossível prever os reais efeitos da popularidade do presidente na sucessão estadual. “O André está em um período difícil porque o Zeca (José Orcírio dos Santos) vem crescendo, agora, não sabemos até onde isso vai”, ponderou. “Só a partir do momento em que a propaganda iniciar na TV, o voto começará a ser definido de fato”, completou.

Para Antônio João, o mais importante é o eleitor escolher com consciência. “É preciso votar nas pessoas e nos projetos, não em dinheiro”, recomendou. “Hoje não se faz mais política com amor e idealismo, mas com muito dinheiro”, acrescentou. Levando em conta a avaliação, ele resumiu a situação da política atual como uma verdadeira “confusão”. (LK)

Felpuda


Há quem diga que o horário eleitoral já começou. Isto porque lives estão pipocando nas redes sociais de pretensos candidatos, principalmente aqueles que querem cadeiras nas câmaras municipais. O mais interessante é que somente agora muitas dessas figurinhas estão descobrindo os problemas enfrentados pelos cidadãos dos mais diferentes setores. Até então, cuidavam apenas do “seu quadrado”. E só!