Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GUERRA POLÍTICA

Para André, desgaste de Bernal fortalece Nelsinho

Para André, desgaste de Bernal fortalece Nelsinho
04/01/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


A enxurrada de denúncias contra o prefeito Alcides Bernal (PP) abriu crise política sem precedente no governo de Campo Grande. 2013 foi um ano perdido.  Analisando o cenário administrativo,  em reportagem na edição de hoje (04) do jornal Correio do Estado, o governador André Puccinelli (PMDB) disse que o desgaste da imagem de Bernal fortalece a pré-candidatura do ex-prefeito da Capital Nelsinho Trad Filho (PMDB) ao governo do Estado, nas eleições deste ano. 

“Estou torcendo para que Campo Grande dê certo. Hoje nós estamos vendo tudo parado. É ruim para a cidade”, comentou o governador. Ele reiterou, no entanto, que o reflexo da má administração de Bernal é o crescimento de Trad Fiho. 

“Se é ruim para Campo Grande, é conveniente eleitoralmente para Nelsinho, mas é ruim para a cidade. É muito ruim”, afirmou. O governador disse torcer para que a cidade retome seu pleno desenvolvimento depois de passar a crise política. A reportagem é de Adilson Trindade e Roberta Cáceres.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.