Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Para alívio de Sarney Pt se rende às ordens do Planalto

3 JUL 09 - 07h:30
     

         

        Falta ainda a conversa oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), mas o acerto entre o PT, o PMDB e o Palácio do Planalto está feito. O ar risonho e altivo que Sarney exibia ontem era a tradução de sua permanência no cargo. Ao final de um dia marcado pelo esperneio de petistas que se viam forçados a apoiar Sarney, o que prevaleceu foi a "ordem unida" disparada pelo Planalto, de olho em formar um "frentão" de partidos para a disputa presidencial - nesse "frentão", o PMDB é considerado essencial.

Em nome da governabilidade e do projeto de 2010, em que o PMDB é o parceiro estratégico para eleger a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, o líder do PT, Aloizio Mercadante (SP), deixou claro, da tribuna do Senado, que entre a licença de Sarney e a governabilidade, fica com a segunda opção e com o projeto de poder do partido. O discurso foi reforçado por Delcídio do Amaral (PT-MS).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PREVIDÊNCIA

Militares terão que trabalhar 35 anos para se aposentar, prevê PL

CCJ da Câmara aprovou a redação final do PL dos militares
Cidade do Natal será aberta em dezembro com shows e roda gigante
CAMPO GRANDE

Cidade do Natal será aberta em dezembro com shows e roda gigante

Bolsonaro assina carta <br>de desfiliação do PSL
OFICIALIZOU SAÍDA

Bolsonaro assina carta
de desfiliação do PSL

Inauguração da nova rua 14 de Julho terá atração nacional
REVIVA CAMPO GRANDE

Inauguração da nova 14 de Julho terá atração nacional

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião