terça, 17 de julho de 2018

INTERNACIONAL

Papa condena intolerância em mensagem de ano-novo

1 JAN 2011Por ESTADÃO22h:46

O papa Bento XVI condenou hoje a intolerância religiosa, especialmente contra os cristãos, na sua mensagem de ano-novo, horas depois que a explosão de uma bomba na frente de uma igreja católica matou 21 pessoas no Egito.

O papa exortou os cristãos, em sua homilia na Basílica de São Pedro, a permanecerem fortes diante de discriminação e da intolerância, ecoando comentários feitos no mês passado, nos quais ele classificou a falta de liberdade religiosa como uma ameaça à segurança mundial. "Diante das tensões ameaçadoras do momento, especialmente a discriminação, o abuso de poder e a intolerância religiosa que hoje atingem particularmente os cristãos, eu volto a fazer um convite premente para que não cedam ao desânimo e a resignação", disse Bento XVI.

A Igreja Católica dedica o dia do ano-novo à paz do mundo e o papa pede "um compromisso concreto e constante dos líderes mundiais" em ajudar. "Eu exorto todos a rezar para que os esforços feitos por muitos lados para promover e construir a paz no mundo tenham um bom resultado", declarou o papa.

Bento XVI denunciou repetidamente a violenta campanha contra os cristãos no Iraque, atribuída a militantes da Al-Qaeda, incluindo um ataque realizado em outubro contra uma igreja católica de Bagdá, que terminou com 68 mortos, entre eles, dois padres. As informações são da Associated Press.

Leia Também