Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAOS

Pane cala milhares de celulares, para bancos e prejudica vendas

9 SET 10 - 21h:05
Silvia Tada

Princípio de incêndio no prédio da Embratel, na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, no centro de Campo Grande, mobilizou bombeiros e causou interrupção parcial no serviços de voz e dados da empresa, ontem pela manhã. Com isso, atendimentos de telefonia da Vivo, do Banco do Brasil, Bradesco, Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Supermercados Comper, além da telefonia fixa e internet, ficaram fora do ar e prejudicaram a população. Até o fechamento desta edição, a situação ainda não havia sido totalmente normalizada e não havia previsão para a solução do problema.
Cerca de 25 agências do Banco do Brasil de Mato Grosso do Sul, das 58 existentes, e de São Paulo ficaram com serviços suspensos, informou a assessoria de imprensa. No centro, uma das poucas que estavam em funcionamento era a da Avenida Afonso Pena, esquina com a Rua 13 de Maio. O resultado foram grandes filas para saque no autoatendimento e nos caixas.
“Passei por mais de dez caixas eletrônicos e só aqui está funcionando, mas por causa da fila, vou ter que desistir, porque tenho que voltar para o trabalho. Fui nos caixas da Rua 13 de Maio, Afonso Pena, Mercadão, INSS, rodoviária, Coronel Antonino... Vou ter que desistir”, lamentou Sirlei Sanches Lima, de 48 anos.
Peregrinando desde as 9h, a empresária Micheli Saracho, de 18 anos, passou por três casas lotéricas e um correspondente bancário para poder pagar os boletos, que venciam ontem. “Valores acima de R$ 1 mil devem ser pagos apenas nos bancos. Por isso, tive que pagar o valor máximo em três locais diferentes”, explicou, na fila de uma banca de revistas, por volta das 14h30min. Os correspondentes bancários usam o serviço de outra operadora e, por isso, funcionaram normalmente.
Mudos
Linhas de telefones celulares da empresa Vivo em Campo Grande e em Três Lagoas ficaram mudos desde às 8h39min, por conta do problema na Embratel. No local passam “anéis ópticos”, um dos três meios de transmissão das ligações, explicou a assessoria de imprensa da Vivo. As ligações da Capital foram redirecionadas e o serviço normalizado por volta das 14h. Em Três Lagoas, até o fim da tarde, os celulares estavam sem fazer ou receber ligações.
Na Rede de Supermercados Comper, houve problemas para passar cartões de débito automático e de crédito. Com isso, centenas de clientes foram prejudicados e não conseguiram pagar pelas compras. “Isso acaba prejudicando o atendimento e frustra o cliente que, muitas vezes, não tem todo o dinheiro em espécie”, afirmou o gerente regional da rede, Gilbert Arruda.
Quem precisou fazer pagamentos ou emitir guias no Detran-MS, teve de adiar o procedimento. Na agência localizada no Pátio Central, no centro da Capital, por exemplo, o militar Fernando Oliveira fez todos os procedimentos, mas não conseguiu passar pelo exame médico porque a guia não foi emitida. “Eles me atenderam muito bem, mas não consegui fazer o que pretendia. Queria aproveitar meu dia de folga, mas não vai ser possível regularizar a situação”, lamentou.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, não chegou a pegar fogo na fiação, mas um dos cabos soltava faíscas e os demais estavam muito quentes. Foram utilizados extintores de pó químico e gás carbônico para resfriar o material e, para evitar novos problemas, os cabos foram cortados.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o horóscopo deste domingo
ASTRAL

Confira o horóscopo deste domingo

CORREIO RURAL

Fertilizantes: código de uso sustentável recomenda boas práticas

BRASIL

Falta de objetividade na Justiça tem custo alto, diz Alexandre de Moraes

BRASIL

Presidente do Sindicato dos delegados de PF critica Bolsonaro

Mais Lidas