Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Palmeiras volta a perder no Palestra Itália

20 MAR 10 - 22h:00
     

        Da redação

        Depois de três vitórias consecutivas atuando longe de seus domínios, o Palmeiras voltou a atuar no Parque Antarctica e decepcionou novamente seu torcedor. Neste sábado, a equipe perdeu para a Ponte Preta por 2 a 0, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Paulista.

        Com o resultado, o time palmeirense praticamente deu adeus às chances de classificação para a semifinal da competição. A equipe alviverde soma 22 pontos --quatro a menos do que o Corinthians, quarto colocado e que entra em campo no domingo, quando enfrenta o Grêmio Prudente, fora de casa. A Ponte foi a 24.

        Antes da derrota para a Ponte Preta, o Palmeiras já há havia perdido em casa para São Caetano (4 a 1) e Santo André (3 a 1), empatado com Ituano (3 a 3) e Portuguesa (1 a 1). O time venceu apenas o Mogi Mirim (5 a 1) e o São Paulo (2 a 0), além do Sertãozinho (3 a 2), em jogo realizado na Arena Barueri.

        O resultado quebra uma sequência de três vitórias consecutivas conquistadas pelo Palmeiras. O time venceu o Sertãozinho (3 a 2), Santos (4 a 3) e Paysandu (2 a 1, pela Copa do Brasil). O revés também derruba um tabu de quase 30 anos sem derrota para o time de Campinas em jogos oficiais em casa pelo Campeonato Paulista. O último resultado negativo para o rival no Parque Antarctica foi em 1981, quando perdeu por 1 a 0.

        Neste sábado, o técnico Antônio Carlos entrou em campo com uma formação diferente da última quarta-feira, quando venceu o Paysandu por 2 a 1, pela partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Desta vez o treinador palmeirense promoveu o retorno do meia-atacante Cleiton Xavier, que começou no banco de reservas na última partida. Ele retornou no lugar de Lincoln, que sentiu dores musculares e não foi relacionado para o jogo.

        Robert e Pierre, que entraram durante o segundo tempo no duelo contra a equipe paraense, começaram jogando. O primeiro substituiu Lenny, enquanto o segundo entrou no lugar do lateral-direito Eduardo, suspenso. Com isso, Márcio Araújo foi deslocado para a lateral.

        As outras duas modificações foram o retorno do goleiro Marcos, recuperado de lesão, e o zagueiro Gualberto, revelado nas categorias de base do clube, que substituiu Léo, expulso contra o Santos.

 

        

        O jogo

        Motivado com as três vitórias consecutivas --duas pelo Campeonato Paulista e uma pela Copa do Brasil-- e contando com o apoio da torcida, que compareceu em bom número, o Palmeiras entrou em campo impondo um forte ritmo e pressionando a Ponte Preta desde o início da partida.

        A primeira oportunidade aconteceu aos 14min, quando Armero cruzou da esquerda e Cleiton Xavier, da entrada da grande área, cabeceou e Eduardo Martini espalmou para escanteio. Na sequência, o meia palmeirense cobrou escanteio e Danilo desviou de cabeça para ótima defesa do goleiro da equipe de Campinas.

        Depois de um começo empolgante, o Palmeiras começou a encontrar dificuldades para penetrar pela defesa da Ponte Preta, que acertou a marcação. O time visitante jogou com cinco jogadores no meio de campo e apenas Otacílio Neto isolado no ataque.

        No segundo tempo, o time palmeirense manteve o domínio territorial, no entanto, não conseguia criar e ameaçar o goleiro Eduardo Martini. A única boa chance aconteceu aos 12min, quando Robert recuperou a jogada na saída de bola, avançou, mas concluiu em cima de Martini.

        Com o passar do tempo, a equipe passou a errar muitos passes e caiu de produção. A Ponte Preta, que voltou com dois atacantes --Finazzi entrou no lugar de Fabiano Gadelha--, passou a arriscar um pouco mais. Com isso, abriu o placar. Aos 32min, após cobrança de escanteio, Finazzi acertou a trave. Na sobra, Diego concluiu para o gol e marcou: 1 a 0.

        Perdendo o jogo, o time se abalou e acabou sofrendo o segundo gol. Aos 38min, Finazzi aproveitou um cruzamento da esquerda e concluiu para o gol: 2 a 0.

        Nos acréscimos, a Ponte Preta ainda teve a chance de aumentar com Finazzi, que desperdiçou um pênalti --o goleiro Marcos defendeu. (informações da Folha)

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Número de novo partido será 38, diz Bolsonaro
ALIANÇA PELO BRASIL

Número de novo partido será 38, diz Bolsonaro

SENADO

Alcolumbre manobra para atrasar votação de PEC da 2ª instância

Torcedores que vão ao Peru devem ficar atentos às regras do país
LIBERTADORES

Torcedores que vão ao Peru devem ficar atentos às regras do país

Festival do Japão e obras interditam ruas neste fim de semana; Confira
CAMPO GRANDE

Festival do Japão e obras interditam ruas neste fim de semana; Confira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião