segunda, 16 de julho de 2018

CAMPEONATO BRASILEIRO

Palmeiras tropeça no Ceará

17 OUT 2010Por 19h:56

O Palmeiras jogou para o gasto na noite deste domingo e acabou penalizado no final da partida contra o Ceará. Depois de não correr muitos riscos, mas também não apresentar um grande futebol, a equipe de Palestra Itália havia saído na frente em bela falta cobrada por Marcos Assunção, mas, faltando dez minutos para o fim, Geraldo empatou o duelo batendo pênalti.

Com o resultado, os anfitriões perderam a chance de se aproximar dos líderes do Campeonato Brasileiro, e chegaram aos 44 pontos. Por outro lado, o Ceará ganhou um ponto importante na luta contra o rebaixamento, e agora tem 39.

Na próxima rodada, o Verdão terá pela frente o esperado clássico contra o Corinthians, no Pacaembu, enquanto o Ceará recebe o São Paulo, no Castelão.

Logo no início, Marcos Assunção já foi mostrando o seu cartão de visitas. O volante bateu falta perigosa pela direita, a bola passou na frente da pequena área do Ceará e, na segunda trave, Lincoln acabou travado por Heleno.

Depois do lance, o jogo seguiu num grande marasmo, só interrompido quando o Palmeiras tinha cobranças de falta próximas da área e os torcedores clamavam por Marcos Assunção.

O meio-campista alternou cruzamentos para a área e chutes a gol, mas não havia conseguido levar muito perigo ao gol adversário. Jan o final do primeiro tempo, Lincoln e Tinga perderam grande chance, numa das raras jogadas trabalhadas do Palmeiras.

Porém, não é à toa que Marcos Assunção é considerado um dos melhores cobradores de falta do futebol brasileiro. Já nos acréscimos, ele acertou uma linda cobrança, próxima do ângulo de Michel Alves, que não conseguiu alcançar a redonda, deixando o Palmeiras em vantagem no intervalo.

Na segunda etapa, o jogo seguiu no mesmo ritmo do primeiro tempo, com as equipes chegando somente nas bolas paradas. Arma esta que o Palmeiras perdeu com a saída de Marcos Assunção, cansado, para a entrada de Pierre, aos 18 minutos.

A partir daí, o Ceará teve mais chances de chegar à área adversária, principalmente com Boiadeiro e Geraldo. Em boa jogada dos dois, Reina apareceu livre e bateu forte, mas a bola passou raspando a trave de Deola.

Depois do susto, o Palmeiras voltou a tentar segurar a bola na frente. Porém, num lance isolado, veio o castigo. Márcio Araujo se enroscou com Magno Alves e o árbitro Rodrigo Nunes de Sá marcou pênalti. Com muita calma, Geraldo bateu e empatou a partida.

Depois do empate, os paulistas até tentaram pressionar, Felipão colocou Tadeu no lugar de Rivaldo, mas o jogo terminou mesmo em 1 a 1.
 

Leia Também