Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PAULISTA

Palmeiras joga mal, mas vence com brilho de Kardec

Palmeiras joga mal, mas vence com brilho de Kardec
19/02/2014 22:55 - Terra


Mais uma vez Alan Kardec. Mais uma vez no final do jogo. Mas agora a sensação foi ainda melhor para a torcida do Palmeiras: assim como tinha feito no clássico contra o Corinthians, o centroavante salvou o time alviverde de uma má atuação. Nesta quarta-feira, porém, ele fez o gol que deu a vitória por 1 a 0. O resultado coroa a boa campanha do Palmeiras, único invicto no Campeonato Paulista até agora, com 23 pontos.

Durante o primeiro tempo, o Palmeiras não fez jus à sua bom campanha no campeonato. Sem criatividade nem eficiência nos passes, o time alviverde só levou algum perigo em cruzamentos para área.

A situação só não foi pior porque o meia Cristian não conseguiu complicar seu ex-time. Lúcio falhou ao tentar afastar a bola e deixou o jogador do Ituano de frente para o gol. Fernando Prass teve que fazer uma incrível defesa.

O Palmeiras mudou no segundo tempo. Além da substituição de Mazinho por Marquinhos Gabriel, o time apresentou nova postura e criou duas chances de gol em dois minutos. Vagner defendeu as finalizações de Juninho e Lúcio. Mas o goleiro quase se complicou aos 18min. Ele fez uma saída de bola errada, mas a bola caiu nos pés de Juninho, que finalizou mal. A pontaria realmente era o grande problema do Palmeiras na noite. Aos 28min, Mendieta achou Wendel livre na área, mas ele finalizou de forma bizarra para fora.

O técnico Kleina promoveu a estreia do meia Bruno César, que logo protagonizou a expulsão de um adversário. Dener fez falta nele e recebeu o cartão vermelho. Porém, mesmo assim, o time alviverde ainda passou por dois sustos: Jean Carlos foi lançado, avançou para a área e chutou em cima de Prass. Depois, Rafael Silva ainda ficou com uma sobra de bola na área e chutou para boa defesa do goleiro.

Mas o Palmeiras logo acordou, começou a pressionar e conseguiu o gol. Após cobrança de falta, Alan Kardec ficou com a bola na área e chutou forte para decidir o jogo. Ele ainda foi expulso após confusão nos acréscimos do jogo, mas a partida já estava decidida.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.