Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

copa do brasil

Palmeiras encerra jejum e é bi da Copa do Brasil

11 JUL 2012Por terra23h:00

O que era fila virou passado. O que era crise eterna virou comemoração para sempre. Aquele que era criticado e menosprezado se tornou campeão da Copa do Brasil de 2012. O Palmeiras superou todas dificuldades que apareceram no caminho e, após o empate por 1 a 1 nesta quarta-feira, voltou a ser campeão nacional, já que tinha vencido a primeira final por 2 a 0. O gigante despertou, está comemorando e não tem hora para dormir. A festa palmeirense está decretada, para alívio de quem sofreu por 13 anos sem um título de expressão.

A ressurreição de um Palmeiras imponente aconteceu graças a um herói improvável: Betinho, o desconhecido substituto de Barcos, marcou o gol do empate nesta quarta. Dessa forma, o time fde Felipão manteve sua invencibilidade na competição nacional e se classificou para a próxima edição da Copa Libertadores. Com uma defesa pela qual poucos passaram e atacantes realmente raçudos, o Palmeiras mostrou que de fato é campeão.

Assim como na primeira final, o Coritiba adiantou a marcação e tentou pressionar o Palmeiras no começo de jogo. Tentou justificar o "inferno" criado pela torcida paranaense. Mas o time de Felipão apostou em chutões, acertou contra-ataques, cresceu na partida e criou chances. Porém, visivelmente nervosos e ainda atrapalhados pelo gramado encharcado, os dois times erraram lances simples e mantiveram o 0 a 0 até o final do primeiro tempo.

O segundo tempo começou com uma pressão absurda do Coritiba, que fez o Palmeiras provar do próprio veneno: Ayrton cobrou falta com perfeição e abriu o placar. Porém, logo depois, Betinho aproveitou cruzamento de Marcos Assunção, desviou para o gol e fez o Palmeiras sair do inferno para o paraíso em apenas quatro minutos. O Coritiba passou a precisar de três gols, mas pouco assustou o goleiro Bruno e ainda viu o Palmeiras fazer a festa em sua casa.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também