Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Palmeiras e Botafogo se enfrentam no interior

22 MAI 2011Por Gazeta Press00h:01

Palmeiras e Botafogo vão se enfrentar neste domingo, às 16h(de Brasília), no Estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto (SP), pela estreia das duas equipes no Campeonato Brasileiro. As duas equipes iniciam a caminhada na competição nacional, que para elas é uma prioridade, dispostas a apagar a má imagem deixada ao longo da temporada. O Verdão foi eliminado da Copa do Brasil de forma humilhante, com direito a uma goleada de 6 a 0 para o Coritiba. Além disso, caiu nas semifinais do Campeonato Paulista para o arquirival Corinthians. O Glorioso também não fez bonito e ficou de fora da decisão do Campeonato Carioca, o que não acontecia desde 2005, além de ter sido despachado pelo Avaí na Copa do Brasil. Para o perdedor deste domingo o fim da primeira rodada já poderá representar o início de uma crise.

Caio Junior, técnico do Botafogo, alertou para esse risco de crise. O treinador, que passou as últimas semanas clamando por reforços e que não ganhou nenhum nome de peso, tem consciência das dificuldades que se desenham na estreia.

- Além do nervosismo habitual de uma estreia, onde todos sentem um pouco e acabam sendo contagiados pela ansiedade, precisamos de bons resultados para agradar a torcida, que ficou muito triste com a maneira como deixamos a Copa do Brasil e o Campeonato Carioca. Claro que ainda não estamos no estágio considerado ideal, alguns jogadores se juntarão ao nosso grupo, mas temos que ir pontuando para que a competição não fique complicada. O Palmeiras é um grande adversário e precisamos de muito empenho e de muita atenção - disse Caio Junior.

Os jogadores do Palmeiras também reconhecem que a estreia no Campeonato Brasileiro, por estar sendo esperada há muito tempo, mexe com o emocional de todos. Porém o clima de confiança é grande.

- Claro que estamos esperando muitas dificuldades contra o Botafogo, que também precisa muito de um resultado positivo. Como toda estreia, não será um duelo fácil, mas é importante vencer. Dá mais moral para o restante da competição - disse o volante Marcos Assunção.

Uma das maneiras de se superar a ansiedade da estreia e as dificuldades de se enfrentar um rival que também deverá impor um ritmo forte é o apoio em massa dos torcedores. Justamente por isso que os atletas palmeirenses decidiram pedir a ajuda deste 12ª jogador logo no primeiro jodo do Campeonato Brasileiro. Um dos que mais convocaram os torcedores ao longo da semana foi o atacante Kleber.

- A torcida do Palmeiras é sempre muito importante, pois consegue apoiar muito o time e nos empurrar para o resultado positivo. Quem for ao estádio vai ver um time lutando pela vitória desde os primeiros minutos. Apesar de algumas desconfianças, o pensamento de todos aqui no clube é o de conquistarmos o título do Campeonato Brasileiro. O Palmeiras sempre entra em campo pensando em ser campeão - disse Kléber.

Se os palmeirenses esperam o apoio da torcida, os jogadores do Botafogo encaram o confronto como uma maneira de saber quais as pretensões que o clube deve ter para este início de Brasileirão.

- O Palmeiras será um teste muito importante para a nossa equipe, pois estamos treinando há muito tempo e realizamos apenas amistosos. Agora será a primeira vez valendo três pontos que vamos atuar depois da eliminação na Copa do Brasil. O time já conseguiu pegar o estilo que o Caio Junior pretende implementar e a nossa confiança é muito grande - disse Maicosuel, que vai começar entre os titulares pela primeira vez desde que se submeteu a uma cirurgia no joelho esquerdo, no ano passado.

A entrada de Maicosuel desde o começo não será a única modificação no time em relação á formação que empatou por 1 a 1 com o América-MG em amistoso realizado na semana passada. O volante Lucas Zen vai jogar improvisado na zaga, ao lado de Fábio Ferreira e de Antônio Carlos. A ideia de Caio Junior é melhorar a marcação. Com isso ele vai adotar o esquema 3-6-1, deixando Caio isolado no ataque. Os atacantes Herrera e Loco Abreu, suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta do tumulto após o empate por 1 a 1 com o Avaí, que custou a eliminação na Copa do Brasil, ficam de fora.

No Palmeiras o técnico Luiz Felipe Scolari também tem problemas. Os laterais Cicinho e Rivaldo, os meias Lincoln e Valdívia e o atacante Wellington Paulista estão vetados pelo departamento médico. A boa notícia fica por conta do lateral direito Paulo Henrique, contratado junto ao Paraná e que teve a documentação regularizada na CBF. Ele ficará como opção no banco de reservas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também