Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

HOJE

Palestra aborda trajetória das pessoas com surdez na história

16 MAI 2011Por da redação12h:00

Vivemos um momento em que a inclusão de todas as pessoas no convívio social é algo primordial. A acessibilidade é uma obrigação e permite que qualquer pessoa com deficiência participe de atividades que incluem o uso de produtos, serviços e informação.

Uma dessas deficiências é a surdez e imagina-se que existem surdos desde o começo da humanidade, e com eles surgiu a língua dos sinais, que nasceu da necessidade de comunicação dessas pessoas. O tratamento oferecido a pessoas surdas esteve diretamente relacionado aos fatos que marcaram a história da humanidade, bem como os valores e crenças mantidos pela comunidade. Através dos estudos destes fatos, pode-se perceber que a pessoa surda nem sempre foi respeitada por sua diferença, vista como uma ''anormalidade'' dentro de uma sociedade majoritariamente ouvinte.


Para entender melhor como as pessoas surdas são tratadas pela sociedade, ocorrerá a palestra “A Trajetória das Pessoas com Surdez na História”, dia 16 de maio, às 19 horas no auditório da Unimed, na Rua Goiás, 695, entrada pela Rua da Paz. Os ingressos custam R$ 30,00 e para grupos com cinco pessoas custam R$ 20,00 cada e podem ser adquiridos através do e-mail participe.palestra@hotmail.com e do celular (67) 9232 1868. Todos os participantes receberão certificado.


A palestra será ministrada por Valdir Balbueno, tradutor-intérprete da Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa, com proficiência no uso e no ensino da Libras em nível Superior. Líder do Ministério do Silêncio, professor de graduação e pós-graduação e diretor da EFIL- Escola de Formação de Intérprete de Libras. O palestrante tratará da relação da pessoa surda com o mundo e a família, a descoberta da surdez, metodologia de ensino, diferença linguística e inclusão social.

Leia Também