Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COPA 2014

País perde de goleada fora de campo, diz Romário

País perde de goleada fora de campo, diz Romário
18/03/2014 20:00 - FOLHAPRESS


O ex-jogador e deputado Romário (PSB-RJ) criticou o preço do estádio Mané Garrincha, arena mais cara da Copa do Mundo, ao custo de R$ 1,4 bilhão.

Como a Folha de S.Paulo revelou, o Tribunal de Contas do Distrito Federal encontrou indícios de R$ 431 milhões em superfaturamento e já economizou outros R$ 179 milhões em determinações ao governo do DF.

Para Romário, esses valores mostram que o Brasil "perdeu fora de campo". "É uma pena, é o nosso dinheiro jogado fora. E eu tenho certeza que se o Tribunal de Contas, o que eles fizeram aqui, fizerem realmente a fundo em outras sedes, vão encontrar muitos problemas como esse", diz.

De acordo com o deputado, os gastos na Copa são excessivos. "Isso é mais uma prova de que definitivamente a Copa do Mundo teria que existir, vai existir, mas não precisaria gastar tanto. Temos que torcer para que dentro de campeão o Brasil seja campeão, porque fora de campo o Brasil já perdeu e foi de goleada", afirma.

Segundo levantamento feito por técnicos do tribunal, o superfaturamento é resultado de uma série de irregularidades, como compra indevida de material, cálculo equivocado no custo de transporte, além de abono de multa pelo atraso na entrega da obra e atraso na solicitação de descontos na cobrança de impostos prevista em lei. O governo do DF nega irregularidades.

Um dos exemplos para entender o gasto excessivo, segundo os técnicos, é o cálculo de transporte de materiais pré-moldados no canteiro de obras.

A fábrica dessas peças fica a 1,5 km do estádio, na capital federal, mas o custo de transporte foi calculado como se tivessem sido transportados de Goiânia a Brasília, uma distância de 240 km.

O custo de transporte cobrado do governo do DF foi de R$ 592 por metro cúbico desses materiais -para os auditores, o valor deveria ser de apenas R$ 3,70. Somente neste caso, o prejuízo estimado foi de R$ 879 mil.

"Sem mais esforços, percebe-se que os custos foram superestimados, pois o transporte de pré-moldados ocorre dentro do próprio canteiro de obras. A utilização de custo de transporte 'Brasília-Goiânia' é totalmente inadequada para o serviço, não merecendo comentários adicionais para a reprovação do método", diz o relatório. 

Felpuda


As várias e várias mensagens que vêm sendo trocadas em grupos fechados, e para poucos, são de que algumas alianças poderão acontecer, mas mediante a troca de comando em alguns órgãos importantes. Seriam entendimentos para atender siglas de matizes bem diversos que vêm tentando criar dificuldades para vender facilidades. Se as negociações forem concretizadas, tornarão os caminhos sem muitas barreiras. A conferir.