Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pais devem responder perguntas sobre cigarro e drogas com sinceridade e clareza

14 DEZ 08 - 07h:52
     

        Da Redação

         

Muitos pais se sentem constrangidos e inseguros ao responder perguntas como "Você já usou drogas?", "Fumar maconha relaxa?", "É melhor fumar cigarro do que maconha?". Mas por mais difícil que isso seja, neste momento, a melhor saída é esclarecer todas as dúvidas das crianças de forma clara e franca.

 

"Se seus filhos, netos, sobrinhos, alunos ou qualquer outra criança que conheça já estão na faixa etária de 3 a 10 anos, ou estão chegando perto dela, prepare-se: as perguntas virão, e a melhor maneira de respondê-las é com calma e sinceridade".

 

A afirmação é de Clarice Dall Agnol Casado, autora do livro E Agora, O Que Eu Respondo??, da editora Panda Books.

 

No título, Casado ensina as melhores maneiras de responder às perguntas constrangedoras feitas por crianças de todas as idades. De cigarro a drogas, passando por violência, sexo, álcool, morte, palavrões, relações familiares, religião, racismo, preconceito e diferenças sociais, a autora orienta pais e quem lida com crianças a responder as mais diferentes - e embaraçosas - perguntas.

 

Com informações da Folha Online

         

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

A melhor gangue de todos os tempos
VIA STREAMING

A melhor gangue de todos os tempos

Renato Gaúcho desmente renovação com o Grêmio: 'Nem comecei a conversar'
FUTEBOL

Renato Gaúcho desmente renovação com o Grêmio: 'Nem comecei a conversar'

Petrobras divulga nova fase do processo de venda de refinarias
BRASIL

Petrobras divulga nova fase do processo de venda de refinarias

'Estamos desestatizando o mercado de crédito', diz Guedes
PAULO GUEDES

'Estamos desestatizando o mercado de crédito', diz Guedes

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião