CULTURA

Painel inspirado em obra de Portinari é inaugurado no Cantagalo

Painel inspirado em obra de Portinari é inaugurado no Cantagalo
17/04/2011 00:29 - JORNAL DO BRASIL


O Espaço Criança Esperança do Rio de Janeiro, no Cantagalo, inaugurou hoje, sábado, a obra 'Plantando Bananeira', um imenso painel que reproduz o estudo de João Candido Portinari feito durante a execução de sua mais famosa obra, 'Guerra e Paz'. O presente dado à cidade do Rio de Janeiro tem apoio do Projeto Portinari e é patrocinado pela CEG Fundação de Gás Natural, através da Lei Estadual de Incentivo à cultura do Rio de Janeiro.

O evento contou com a presença de João Candido Portinari, filho do artista, que disse estar bastante emocionado com a inauguração da obra:" Este menino do painel representa também o formidável nascimento que o nosso querido Rio de Janeiro está vivendo nas gestões do governador Sergio Cabral e do prefeito Eduardo Paes. Espero que a cultura da paz aqui representada ilumine sempre o nosso Brasil".

Os atores Luigi Barricelli e Mayana Neiva foram os mestres de cerimônia do evento, que contou ainda com a apresentação do grupo 'Chorando à toa', da Escola de Música da Rocinha. Os músicos apresentaram um repertório inspirado em clássicos da música popular brasileira.

O imenso painel, que mede 10x15m, foi composto por 3.360 azulejos e demorou quatro meses para ficar pronto. Hoje, ele foi revelado por uma equipe de rappel, que realizou a retirada do tecido que cobria a obra . O desenho representa um detalhe da obra 'Guerra e Paz', um presente do governo brasileiro para a sede da ONU em Nova York em 1956 e agora, em 2011, um presente para o Rio de Janeiro.    

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".