quinta, 19 de julho de 2018

Pagamento de 13º eleva déficit da Previdência

21 SET 2010Por 08h:08

Célia Froufe (AE)

A Previdência Social registrou um déficit de R$ 5,415 bilhões em agosto, segundo o Ministério da Previdência Social. O valor é resultado de uma arrecadação líquida de R$ 17,330 bilhões e uma despesa com pagamentos de benefícios previdenciários de R$ 22,746 bilhões. Todos os valores são corrigidos pelo INPC. O resultado do mês passado sofreu o impacto do pagamento de metade do 13º salário aos cidadãos que recebem até um salário mínimo.
A arrecadação desse benefício apenas entra para a Previdência em dezembro. O impacto apenas desse item representa, de acordo com técnicos da Previdência, aproximadamente R$ 1,8 bilhão. Além disso, há também um total de R$ 898,4 milhões referentes ao aumento de 7,72% concedido em junho pelo governo aos aposentados e que é retroativo a janeiro.
Em agosto do ano passado, o déficit da Previdência havia sido de R$ 5,414 bilhões e, em julho deste ano, o saldo ficou negativo em R$ 2,563 bilhões. O déficit da Previdência ficou estável na comparação de agosto do ano passado e apresentou aumento de 111% na comparação com julho.
De janeiro a agosto de 2010, o déficit da Previdência somou R$ 30,779 bilhões, o que significa uma leve diminuição de 1,3% ante os primeiros oito meses de 2009, quando o saldo ficou negativo em R$ 31,183 bilhões. No ano até o mês passado, a Previdência arrecadou R$ 129,507 bilhões, mas teve despesas no valor de R$ 160,286 no período.

Leia Também