ROMA

Padre italiano é condenado a 15 anos de prisão por pedofilia

Padre italiano é condenado a 15 anos de prisão por pedofilia
04/03/2011 04:39 - AFP


O italiano Ruggero Conti, pároco até 2008 da igreja da Natividade de Selva Candida, em Roma, foi condenado a 15 anos e 4 meses de prisão por pedofilia, informa a imprensa local nesta quinta-feira.

O religioso, de 57 anos, foi condenado pelo tribunal penal de Roma por ter abusado, entre 1998 e 2008, de sete crianças que participavam de cursos de verão organizados pela paróquia.

Conti foi detido em 30 de junho de 2008 sob a acusação de atos sexuais com menores, violência sexual e indução à prostituição.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".