Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pacote de Obama pode chegar a US$ 1 tirlhão, diz jornal

14 DEZ 08 - 16h:58
     

        Da redação

         A equipe do presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, está considerando um plano de estímulo à economia americana que pode ir além das estimativas anteriores e atingir US$ 1 trilhão em dois anos, informou o Wall Street Journal no sábado, 13. Os auxiliares de Obama, que consideravam um pacote de meio trilhão, agora avaliam US$ 600 bilhões "em uma estimativa muito baixa", afirmou o diário americano, citando pessoas próximas à questão.

        Espera-se que o tamanho final do estímulo seja significantemente maior do que a previsão, possivelmente entre US$ 700 bilhões e US$ 1 trilhão, devido a deterioração da economia do país. A equipe de Obama, que toma posse em 20 de janeiro, não quis comentar o tamanho do pacote.

        Durante a campanha presidencial, o democrata prometeu que irá lançar grandes programas governamentais para ajudar a economia dos EUA. Ainda segundo o Wall Street Journal, o presidente eleito deve receber de seus assistentes mais detalhes do pacote nesta semana, com informações de como ele poderia ser aprovado no Congresso em janeiro.

        Economistas dizem esperar que Obama assine rapidamente um pacote de estímulo para vários anos que poderia atingir US$ 750 bilhões. Recentemente, a administração do presidente George W. Bush aprovou um pacote de US$ 700 bilhões para recuperar o sistema bancário do país. (informações do Estadão)

        
         

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dicas para fazer batata frita crocante e sequinha
ACOMPANHAMENTO

Dicas para fazer batata frita crocante e sequinha

Pagamentos com cartão aumentaram 17% no primeiro trimestre
ECONOMIA

Pagamentos com cartão aumentaram 17% no primeiro trimestre

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Desprezo aos programas"

ARTIGO

Gerson Luiz Martins: "Avenida Afonso Pena fechada é válido?"

Professor da UFMS

Mais Lidas