Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pacientes de asma alegam que falta informação sobre a doença

21 JUN 12 - 15h:30agência brasil

Desde o dia 4 de junho, o Ministério da Saúde oferece gratuitamente três medicamentos para o tratamento da asma - brometo de ipratrópio, diproprionato de beclometasona e sulfato de salbutamol – em mais de 20 mil farmácias privadas credenciadas ao programa Aqui tem Farmácia Popular e nas mais de 500 farmácias da rede pública de saúde.

Apesar da iniciativa, a fisioterapeuta e presidenta da Associação Brasileira de Asmáticos (Abra), Tânia Nein, alega que falta informação sobre a doença e muitos dos remédios para tratar a doença ainda não são distribuídos pelo governo.

“A asma é a quarta causa de internação hospitalar no país. O tratamento ainda é caro e difícil, pois muitos pacientes ainda não sabem usar os medicamentos corretamente. Metade do controle da doença está na respiração correta, no cuidado com o ambiente e no uso correto da medicação. Alem disso, muitos dos remédios para o tratamento da inflamação ainda não são distribuídos pelo governo”, contou. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

COPA AMÉRICA

Tite promove o retorno de Arthur à seleção para jogo com a Venezuela

IMPORTAÇÃO

Bolsonaro diz que avalia reduzir para 4% imposto sobre produtos de TI

REUNIÃO DO G20

Japão propõe mecanismo internacional para descarte de resíduo nuclear

CUIABÁ

Tribunal condena militar que tentou vender 120 quilos de carne do batalhão

Mais Lidas