Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paciente joga-se do 1º andar de hospital

3 FEV 10 - 07h:46
O paciente A.C.O.S., 32 anos, jogou-se, na madrugada de ontem, por volta das 4h, do 1º andar da Santa Casa, onde se encontrava internado no setor de neurologia. De acordo com o boletim de ocorrência policial registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), o rapaz caiu de uma altura de 15 metros, quebrou a perna direita e sofreu fraturas em outras partes do corpo. Até o final da manhã de ontem, conforme o hospital, o paciente estava respirando com a ajuda de aparelhos e o estado de saúde dele era considerado grave. Ele estava internado desde 26 de janeiro quando chegou com sinais de espancamento. Na ocasião o jovem informou aos médicos que havia sofrido as agressões durante um assalto. Conforme informações da Depac, no setor da neurologia, onde A. estava internado, havia mais dois pacientes, sendo que um deles estava acompanhado por uma pessoa que presenciou o ato. Ela contou à polícia que o rapaz se levantou da cama enrolado em um cobertor, começou a bater a cabeça na janela até que o vidro se quebrou e ele pulou. A ação foi registrada como tentativa de suicídio. Ele faz uso de medicamento controlado para tratamento contra epilepsia.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação
FELIZ ANIVERSÁRIO

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação

Diretor de presídio federal diz que Name não precisa de ajuda
CRIME ORGANIZADO

Diretor de presídio diz que Name não precisa de ajuda

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância
BRASÍLIA

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância

Deputados cobram vistoria <br>contra incêndio em hospitais
RISCOS

Deputados cobram vistoria contra incêndio em hospitais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião