Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 17 de dezembro de 2018

São Paulo

Ozzy Osbourne faz show para 30 mil pessoas

3 ABR 2011Por r709h:04

Nem a forte chuva tirou o peso e o brilho do show de Ozzy Osbourne na noite deste sábado (2), na Arena Anhembi, em São Paulo.

O ex-cantor do Black Sabbath mostrou como ainda se faz um ótimo show de rock pesado, mesmo depois de ter ajudado a inventar o heavy metal há mais de 40 anos.

Apesar de estar em plena turnê do novo CD, Scream (2010), o roqueiro chegou ao Brasil querendo desfilar seus hits: em carreira solo e do Black Sabbath. Nessa noite, a única música tocada do recente trabalho foi Let Me Hear You Scream.

Ozzy já subiu ao palco com Bark at the Moon, levando assim os fãs à loucura. Depois, o “best of” continuou por meio de Mr. Crowley, I Don't Know, Suicide Solution, I Don't Want to Change the World, Shot in the Dark, entre outras.

A chuva, que havia começado timidamente no início da noite, apertou e fez os vendedores de capas esgotarem seu estoque. Mesmo assim, Ozzy incendiou os cerca de 30 mil fãs presentes. Inclusive, muito bem humorado, ele brincou com o público por diversas vezes, lançando espuma com uma máquina manual na turma do gargarejo. E, completamente hilário, o roqueiro até mordeu um morcego de borracha, lembrando uma das suas piores histórias vividas nesses anos de estrada.

Gus G., o guitarrista novato que substituiu Zakk Wylde em Scream, mostrou serviço, fazendo riffs inspirados, entre caras e bocas. Em um certo momento, Gus e o baterista Tommy Clufetos dividiram seus solos, terminando a "aula" com uma versão de Rat Salad - uma música lado B, instrumental, do disco Paranoid, do Black Sabbath. Aliás, Ozzy tocou o álbum quase na íntegra. Além da música tema, a banda executou Iron Man, Fairies Wear Boots e War Pigs.

Saldo final: um exército de roqueiros ensopados, mas bem felizes com o que viram e ouviram.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também