Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

SÃO PAULO

Otimista, Rivaldo acredita que pode ser titular

13 ABR 2011Por g111h:20

Com um currículo altamente respeitável, Rivaldo ainda está longe de ser titular no São Paulo. Aos 38 anos, o jogador estreou bem pelo time do Morumbi, marcou um gol contra o Linense e, quando estava começando a cavar o seu espaço, sofreu uma lesão muscular que o deixou por 20 dias longe dos gramados. Na volta, ele até tem sido utilizado pelo técnico Paulo César Carpegiani, mas ainda não pode ser considerado intocável dentro da equipe tricolor.

O camisa 10, no entanto, não desiste. Disse que a temporada 2011 ainda está no início, qua sua oportunidade vai chegar e até mandou um recado:

- Eu sempre vou respeitar o meu treinador, mas, como todo jogador, eu preciso de uma sequência de jogos. Apesar de estar com 38, quase 39 anos, tenho confiança que, se atuar por três partidas seguidas, vou dar conta do recado. Na minha cabeça, sei que ainda posso ser titular. Tenho de continuar treinando porque a temporada ainda está no início. Estamos apenas no Campeonato Paulista. O Campeonato Brasileiro é longo, dura o ano todo. O importante é que estou com muita disposição para jogar – afirmou o meio-campista.

Não vou perder a cabeça por estar na reserva do São Paulo"RivaldoRivaldo deixou claro que a falta de oportunidades como titular não o fará deixar o São Paulo antes do término do contrato, em dezembro.

- Não é a primeira vez que eu fico na reserva. Isso aconteceu no Milan, em 2003. Naquela ocasião, eu havia acabado de ser campeão mundial e achava que deveria jogar. Como não concordei, preferi rescindir o contrato. Agora é diferente. Vim para o São Paulo por causa de um convite do Rogério. Estou muito feliz aqui e, se estou aqui, é porque tem um motivo. Não vou perder a cabeça no São Paulo por estar na reserva. Quem sabe eu entro e marco um gol de um título e marco meu nome na história – ressaltou o experiente jogador.

O meia sabe que a competitividade no elenco tricolor dificulta ainda mais as coisas na busca de uma vaga na equipe titular.

- É difícil até para o treinador escalar a equipe do São Paulo hoje – lembrou.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também