Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Orcírio e Delcídio discutem coligações amanhã

2 MAR 10 - 06h:09
Será amanhã, em Brasília, a reunião do presidente regional do PT, Marcus Garcia, com as duas principais lideranças do partido em Mato Grosso do Sul – o ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos e o senador Delcídio do Amaral – para tratar da estratégia de alianças partidárias visando as eleições deste ano. O encontro seria ontem, em Campo Grande, mas foi adiado porque o ex-governador teve febre no domingo e tinha consulta médica marcada para segunda-feira e o senador agendou reunião com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) para discutir a busca de recursos federais visando minimizar os estragos causados pelas fortes chuvas do fim de semana na Capital. “Como o senador tinha outros compromissos e eu teria de ir a Brasília, pedi ao Marquinhos para marcar a reunião para quarta-feira”, informou Orcírio, no fim da tarde de ontem, ao sair do consultório. “O médico passou injeção para gripe. Peguei a virose forte que está por aí. Não é dengue não”, explicou. O ex-governador informou que viaja hoje para São Paulo (SP) a negócios e de lá seguirá, à noite, para a capital federal. Marcus Garcia vai direto de Campo Grande para Brasília, amanhã. O encontro dos três deve acontecer no almoço. Um dos principais assuntos na pauta deve ser o fechamento da chapa majoritária. O PT tem Orcírio como pré-candidato a governador, Delcídio para a reeleição e mantém conversação com o PDT para que o deputado federal Dagoberto Nogueira dispute a outra vaga do Estado no Senado. Para indicar o candidato a vice-governador, o PTB continua o principal cotado. Os petistas não acreditam que o projeto seja prejudicado pelo fato de o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson (RJ), declarar que pretende apoiar o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Como não existe mais verticalização, isso não impedirá o PTB no Estado”, disse Orcírio. O ex-governador afirma que grande parcela do PTB tem demonstrado simpatia por sua pré-candidatura ao governo. “Evidentemente, a sigla terá de analisar em nível partidário, mas vou continuar defendendo essa aliança na conversa com o senador Delcídio e com o presidente do PT”, adiantou. Para a vaga de vice, os nomes preferidos por Orcírio são de lideranças do setor rural. “Vejo com simpatia o Chico Maia, da Acrissul (presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul); o Italivinho Neto, sobrinho neto do ex-senador Lúdio Coelho (PSDB); Zelito Ribeiro, de Aquidauana”. Orcírio também defende que, pelo PTB, o empresário Antonio João Hugo Rodrigues seja mantido na suplência do senador Delcídio. “O Antonio João é uma pessoa muito conhecida, empresário da comunicação, agrega votos. Tudo isso conta”, afirmou. O ex-governador explicou ainda que o PTB, confirmando a aliança, terá participação num futuro governo de coalizão e estrutura de campanha de praxe. “Coalizão no nosso caso é real. Já provei em oito anos de governo que aliados participam de nossa gestão. Os dirigentes dos partidos sabem que faço diferente do atual governo que usa os partidos e depois joga fora, como o PDT, o PR e o próprio PTB”, alfinetou Orcírio. Além do PDT e do PTB para a majoritária, outros partidos estão na mira dos petistas para chapas proporcionais visando eleger deputados estaduais e federais. Conversações já foram iniciadas com o presidente regional do PP, deputado federal Antônio Cruz; e o partido pretende conversar com o presidente estadual do PSB, ex-deputado Sérgio Assis. “Queremos também falar com os presidentes do PMN, PSL, PSDC, PCdoB e do PV”, informou Garcia.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

QUEDA DE 0,72%

Dólar cai a R$ 4,11 com fala de Powell e abertura de capital da XP

Justiça determina que PRF volte a usar radares móveis em rodovias
LIMINAR

Justiça determina que PRF volte a usar radares móveis em rodovias

Corregedoria do TJ abre procedimento para apurar caso de tortura de criança adotada em MS
INTERNADO

TJ abre procedimento para apurar caso de tortura de criança adotada em MS

Julgamento de recurso de PRF que matou empresário é adiado
PEDIDO DA DEFESA

Julgamento de recurso de PRF que matou empresário é adiado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião