terça, 17 de julho de 2018

Orcírio diz que PT está "muito magoado" com Delcídio

31 OUT 2010Por Carlos Henrique Braga12h:02

José Orcírio Miranda dos Santos, derrotado na disputa ao Governo do Estado, disse que o partido está "muito magoado" com o senador Delcídio do Amaral por ter apoiado abertamente o governador André Puccinelli (PMDB), reeleito. Após o resultado do segundo turno, o PT vai definir o destino do senador e de prefeitos que também posicionaram-se a favor de concorrentes.

"Delcídio foi injusto e hipócrita por fazer campanha e conspirar contra o Dagoberto (Nogueira, candidato ao senado pelo PDT)", disse o ex-governador antes de votar, no Colégio Osvaldo Cruz, em Campo Grande.

Chefes de órgãos federais no Estado também serão avaliados. "Já falei com Dilma (Rousseff) e com (Antônio) Palocci, e vamos trabalhar para que os cargos federais fiquem nas mãos do nosso partido e de aliados", declarou.

Orcírio disse que não vai aceitar cargos federais, e que sua carreira política "está meio que esgotada".

Nova ordem

Além da avaliação interna, o PT vai fazer pressão por mudanças na Assembleia Legislativa. O partido quer estabelecer uma "nova ordem", com mais transparência em relação ao dinheiro público, independência do poder executivo e democratização do poder.

Leia Também