Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SANIDADE ANIMAL

Orçamento para pesquisa não sofreu cortes

Orçamento para pesquisa não sofreu cortes
02/04/2011 02:00 - da redação


O orçamento direcionado em 2011 às ações de sanidade agropecuária e de pesquisa será preservado, segundo a Portaria nº 29 publicada no Diário Oficial da União (DOU) dessa quarta (30). A dotação de recursos para atividades de combate a doenças e pragas e outras relacionadas à sanidade animal e vegetal não sofreu contingenciamento em relação ao valor contido na Lei Orçamentária Anual 2011 (LOA), aprovada pelo Congresso Nacional. Ao todo, serão R$ 263,2 milhões para a Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA).

Também terão valor integral os recursos aprovados para desenvolvimento tecnológico e difusão do conhecimento, funções exercidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Neste ano, o limite destinado à empresa é de R$ 421,1 milhões.

Até dezembro, todas as áreas do Ministério da Agricultura, inclusive as empresas vinculadas, terão limite orçamentário (limite de movimentação e empenho) de R$ 1,4 bilhão. Esses recursos serão utilizados nos programas desenvolvidos pelo Ministério da Agricultura; no pagamento de benefícios a servidores, empregados e seus dependentes, como auxílio-alimentação e assistência médica; na execução de contratos vigentes; e no pagamento de diárias e passagens.

Nesse valor não estão incluídas as despesas com pagamento de pessoal, serviço da dívida, formação de estoques públicos pela Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), cumprimento de sentenças judiciais, bem como as receitas provenientes de doações e de convênios.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.