Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Oposição decide não votar mais nenhuma MP

12 MAR 08 - 20h:28
     

A oposição partiu para o confronto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e suas medidas provisórias, aumentando a tensão entre os dois Poderes. As bancadas do DEM e do PSDB na Câmara e no Senado decidiram não votar mais nenhuma medida provisória enquanto persistirem as atuais regras de edição de MPs. "Se o Governo quer aprovar suas medidas provisórias, que garanta sua maioria", afirmou à Agência Estado o líder do DEM, senador José Agripino (RN), ao anunciar a decisão dos dois partidos, que passará a valer a partir de hoje.

A reação do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), considerando a decisão "legítima", demonstra que as insatisfações com o número excessivo de medidas provisórias não estão restritas aos partidos de oposição. "É legítimo, mas prefiro que a disputa política não envolva obstrução", afirmou Chinaglia. O presidente da Câmara é um dos principais articuladores do projeto para mudar as regras de tramitação das MPs.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dicas para fazer batata frita crocante e sequinha
ACOMPANHAMENTO

Dicas para fazer batata frita crocante e sequinha

Pagamentos com cartão aumentaram 17% no primeiro trimestre
ECONOMIA

Pagamentos com cartão aumentaram 17% no primeiro trimestre

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Desprezo aos programas"

ARTIGO

Gerson Luiz Martins: "Avenida Afonso Pena fechada é válido?"

Professor da UFMS

Mais Lidas