Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Oposição cobra reaparição pública de Cristina Kirchner

17 JAN 14 - 22h:00Folhapress

A oposição argentina voltou a cobrar a reaparição pública de Cristina Kirchner. Desde o dia 10 de dezembro, a presidente não discursa. No Twitter, que ela usava com frequência, o último post foi no dia 13 de dezembro. E a última aparição em ato oficial, no dia 19.

Depois, Cristina tirou férias na Patagônia. Seu retorno à Casa Rosada aconteceu na noite do dia 6 deste mês. Desde então, ela não se manifestou.

Nas últimas duas semanas, as reservas do país no Banco Central chegaram ao nível mais baixo em sete anos: US$ 29,7 bilhões (R$ 69,8 bilhões). E o dólar paralelo, comercializado em casas de câmbio não oficiais, bateu seu recorde hoje, sendo cotado a 11,80 pesos.

Deputados de oposição pediram ontem que a mandatária se pronuncie sobre a alta do dólar e dos preços no país.

"Em dois meses passamos de um regime hiperpresidencialista à anomia, à completa falta de autoridade e ausência desconcertante da presidente", afirmou o deputado Roy Cortina, do Partido Socialista.

Ontem, Cristina deixou a residência oficial de Olivos, de onde está trabalhando alguns dias, para visitar sua mãe, que foi operada em um hospital de Buenos Aires. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat
A PARTIR DE 2020

Bolsonaro assina MP que extingue o Dpvat

Polícia Civil troca comando de delegacias e cargos estratégicos
DANÇA DAS CADEIRAS

Polícia Civil troca comando de delegacias e cargos estratégicos

Produção leiteira em Mato Grosso do Sul tem queda de 47%
REDUÇÃO

Produção leiteira em MS tem queda de 47%

Cena literária
CRÔNICA

Cena literária

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião