Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Oposição boliviana quer Brasil como mediador

14 SET 08 - 19h:20
     

        Da redação

        A oposição boliviana quer a participação do Brasil nas negociações com o governo do presidente Evo Morales para acabar com dias de enfrentamentos violentos que já custaram a vida de 30 pessoas.  O governador oposicionista do departamento de Santa Cruz, Ruben Acosta, disse neste domingo que o "Brasil é uma garantia de que isso pode ter uma solução".
        Na segunda-feira, o presidente Luiz Inácio vai a Santiago participar de uma reunião da União de Nações Sul-Americanas (Unasur), convocada pela presidente chilena, Michelle Bachelet, para tratar da situação na Bolívia.  

        "Esperamos do Brasil e do presidente Lula de que o país irmão --e vamos exigir hoje que o Brasil esteja presente no diálogo --ante qualquer possibilidade que possa haver de negociação ou uma facilitação", afirmou Costa, referindo-se ao encontro de domingo à noite entre Morales e a oposição.
        Santa Cruz é um dos quatro departamentos que lideram a resistência ao plano de Morales de implantar uma Constituição de caráter socialista, que consolidará a nacionalização da economia e dará mais poder aos indígenas.
        

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MEIO AMBIENTE

Defesa Civil monitora movimento de talude em mina de Barão de Cocais

Previsão era de que rompimento ocorreria até ontem
Confira essa receita incrível de costela na cerveja com polenta
RECEITAS

Confira essa receita incrível de costela na cerveja com polenta

Santos e Internacional empatam sem gols na Vila Belmiro
FUTEBOL

Santos e Internacional empatam sem gols na Vila Belmiro

Papa Francisco recebe cacique Raoni em audiência privada
RELIGIÃO

Papa Francisco recebe cacique Raoni em audiência privada

Mais Lidas