segunda, 23 de julho de 2018

Dinheiro antigo

Operador aguarda Iphan para entregar moedas

10 DEZ 2010Por Silvia Tada03h:55

Mesmo com a concordância do operador de empilhadeira César Siqueira de Assis em entregar as moedas encontradas em seu terreno ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), há dez dias o trabalhador aguarda o recolhimento do material, mas nenhum servidor público foi a sua casa. “Telefonei para eles e avisei que os objetos estavam à disposição. Eu vi um dia que eles passaram em frente da minha casa, mas não desceram e não disseram nada e foram embora”, afirmou.

O Iphan manifestou interesse nas moedas antigas encontradas no terreno da casa, localizada no Jardim Columbia, na região da saída para Cuiabá. Inclusive, ingressou com ação na Justiça federal para obrigar a entrega — liminar que foi concedida no dia 25 de novembro, com prazo de cinco dias para que César Siqueira levasse o material até o instituto.

“Eu não tenho carro e não confio em outras pessoas para levarem. O certo é eles virem até aqui e me entregarem algum documento assinado, confirmando que eu entreguei tudo”, afirmou o trabalhador. Em princípio, ele relutou em autorizar que fosse feita qualquer avaliação nas peças, mas acabou concordando, apesar de considerar injusta a situação.
A descoberta do “tesouro” aconteceu no início do ano, depois que César decidiu construir uma edícula nos fundos de sua casa e começou a espalhar a terra que estava acumulada próxima do muro. No local foi encontrado um balde contendo cerca de oito mil moedas e cédulas nacionais e estrangeiras.

Leia Também