Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Operações nos aeroportos de Campo Grande e Foz do Iguaçu estão tumultuadas

18 JUL 10 - 16h:00
     

        As fortes de chuvas na cidades de Foz do Iguaçu (PR) e neblina em Campo Grande (MS) provocaram o cancelamento de quatro (40%) dos dez voos previstos para decolar do aeroporto paranaense e 11 (52,4%) dos 21 marcados na capital de Mato Grosso do Sul. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a previsão é de que os problemas nos dois aeroportos persistam até a próxima terça-feira (20).
        
        Segundo a Infraero, os dois aeroportos tiveram que ser fechados hoje (18). No entanto, há a possibilidade dos pousos e decolagens serem retomados na medida em que o tempo melhore.
        

        Conforme boletim da Infraero, das 1.106 decolagens previstas para hoje em todos os aeroportos do país administrados pela empresa, 196 (17,7%) estavam atrasados até as 15h. Mais 52 voos (4,7%) estavam atrasados entre às 14h e às 15h e 76 (6,9%) foram cancelados.
        
        De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as companhias aéreas são obrigadas a reembolsar imediatamente o passageiro cujo voo for cancelado ou atrasar mais de quatro horas, se o bilhete já estiver quitado.
        
        A Resolução 141 da Anac, que entrou em vigor no mês passado, determina ainda que a empresas ofereçam assistência ao passageiro, disponibilizando apoio material, que inclui acesso telefônico e à internet, uma hora depois do atraso ou cancelamento. Depois de duas horas, elas também são responsáveis pela alimentação do passageiro, e, a partir de quatro horas, pela hospedagem em local adequado.
        
        Se o voo tiver sido cancelado ou interrompido, o passageiro terá a opção de terminar o trajeto por meio de outro transporte ou esperar o próximo voo. Em caso de problemas, as companhias aéreas têm de entregar aos passageiros um folheto com informações sobre os novos benefícios

         

        (Fonte: Agência Brasil)

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

EDUCAÇÃO

MEC contrata gráfica para a realização do Enem 2019

ECONOMIA

Fitch mantém nota de classificação de risco do Brasil

AVIAÇÃO

Anac deve aprovar autorização para Air Europa operar voos domésticos no País

Índice de consumidor por rede faz <br>MS de energia mais alta, diz Aneel
DIZ ANEEL

Índice de consumidor por rede faz MS ter energia mais alta

Mais Lidas