Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RIO DE JANEIRO

Operação para fechar bingos tem mais de 400 detidos

Operação para fechar bingos tem mais de 400 detidos
04/03/2011 00:00 - g1


Policiais de diversas delegacias distritais e especializadas detiveram 414 pessoas, ontem à noite (3), na continuação da megaoperação desencadeada na quarta-feira (2) com a finalidade de fechar casas de jogos e bingos. As delegacias da capital prenderam um total de 176 pessoas, entre apostadores de jogos e funcionários das casas de jogos. No interior do estado, foram presas 171 pessoas e na Baixada Fluminense 67.

Segundo a Polícia Civil, materiais como cartelas de jogo de bicho, talões de resultados, carimbos e dinheiro foram apreendidos. Mais de 140 procedimentos foram encaminhados para o Juizado Especial Criminal (JECRIM). O material apreendido foi encaminhado ao Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE).

Máquinas caça-níqueis
Também ontem, agentes da Polícia Federal apreenderam 45 máquinas caça-níqueis e cerca de R$ 2 mil durante uma operação realizada em estabelecimentos comerciais de ruas do entorno do Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, no subúrbio do Rio.

De acordo com o delegado Marcelo Daemon, quatro suspeitos foram presos e serão levados para o presídio Ari Franco, em Água Santa, também no subúrbio. A ação batizada de “Operação Estrangulamento III”, contou com o apoio da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar.

Segundo Daemon, os cinco endereços apontados como pontos de exploração do jogo ilegal foram vistoriados. Todo o material recolhido foram levados para a Superintendência da PF, na Praça Mauá, no Centro do Rio.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...