Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ONG denuncia perseguição a homossexuais

6 SET 09 - 07h:19
     

Moradores de favelas da cidade do Rio e da Baixada Fluminense que assumiram sua homossexualidade vêm sendo caçados por traficantes e membros de milícias policiais nas comunidades onde moram, segundo levantamento da ONG Conexão G. O levantamento, baseado em entrevistas com as vítimas, mostra que muitos homossexuais são espancados e humilhados em público, enquanto outros seriam expulsos das favelas após sessões de tortura.

O levantamento afirma que pelo menos um homossexual é agredido por dia nas comunidades carentes cariocas. Pesquisa feita pelo Grupo Gay da Bahia ? referência na luta contra a homofobia no Brasil desde 1980 ? mostra que o número de assassinatos de homossexuais cresceu 55% no País entre 2007 e 2008, quando foram identificados 190 casos, média de mais de um a cada dois dias, 12 deles no Rio.

Com um homossexual assassinado a cada dois dias, o Brasil passou a ser considerado o País mais homofóbico do mundo, seguido por México, que registrou 35 casos ano passado, e Estados Unidos, com 25. O presidente do Grupo Conexão G Gilmar Santos alerta que este número pode ser ainda maior.

 

As informações são de O Dia Online

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Governo anuncia reajuste zero <br> e manutenção de abono por 12 meses
R$ 200

Governo anuncia reajuste zero e manutenção de abono por 12 meses

FINANÇAS

CCJ do Senado aprova aumento da participação dos Estados no Orçamento da União

Encontro reúne profissionais para debater ciência na mesa do bar
CONHECIMENTO

Encontro reúne profissionais para debater ciência na mesa do bar

Agehab suspende cadastro em programas habitacionais por 4 meses
MORADIAS POPULARES

Agehab suspende cadastro em programas habitacionais por 4 meses

Mais Lidas