Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Oito presos de Manaus são transferidos para o Presídio Federal de Campo Grande

24 DEZ 2010Por VÂNYA SANTOS06h:01

Oito presos de Manaus, no Amazonas, foram transferidos hoje de manhã para o Presídio Federal de Campo Grande. De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejus) daquele Estado, os internos da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa foram remanejados de regime porque tiveram envolvimento em rebelião, apresentaram atos de violência e indisciplina durante a reclusão na unidade. Os internos embarcaram numa aeronave da Polícia Federal (PF), no Aeroporto Eduardo Gomes, por volta das 7h40min. O desembarque ocorreu tempos depois no Aeroporto Internacional da Capital sul-mato-grossense.

Conforme a Secretaria de Justiça do Amazonas, os presos Paulo Correa Chaves, Ramon Almeida de Souza, Tiago Márcio Cavalcante Lacerda, João Júnior Ribeiro e Dieilson Simões de Carvalho foram transferidos para Campo Grande por que tiveram participação comprovada na rebelião da cadeia de Iranduba, a 32 quilômetros de Manaus. O motim, promovido no 14 de novembro deste ano, resultou na morte de pelo menos três presos.

Já os detentos Manoel Freitas Barros, – Manoel Tatu –, Marcos Paulo Oliveira Brasil ou Luiz de Araújo Gomes Filho – preso utiliza as duas identidades) e Luiz Antônio dos Santos Souza foram apontado como integrantes de organizações criminosas envolvidos em crimes violentos. A secretaria também justificou que transferiu esses presos porque eles participaram violentos e de indisciplina no sistema prisional.

"Essa é uma medida preventiva para reforçar a disciplina dentro dos presídios, e, sobretudo para preservar a integridade física de servidores, familiares e dos próprios presos", alegou a assessoria de comunicação da Sejus, informando que desde 2007 já foram transferidos 59 presos do Amazonas para unidades federais. Responsáveis pela direção da Penitenciária Federal de Campo Grande foram procurados para comentar as transferências, mas não foram encontrados.

Leia Também