Segunda, 11 de Dezembro de 2017

etapa

OGX adia plano de recuperação judicial

25 JAN 2014Por Folhapress00h:00

A OGX decidiu adiar a divulgação de seu plano de recuperação judicial, previsto para ontem, conforme anunciado pela empresa em dezembro do ano passado.

Serão necessários entre sete e dez dias a mais para que todos os detalhes sejam fechados, segundo apurou a Folha de S.Paulo.

A divulgação do plano é uma das etapas do processo de recuperação judicial, que permite à empresa suspender pagamentos enquanto tenta se reorganizar financeiramente.

O prazo legal para a apresentação do plano termina no dia 17 de fevereiro. Ele trará a proposta da companhia para a conversão de dívidas de US$ 5,8 bilhões em ações.

Esse é o ponto central do acordo acertado entre a OGX e seus principais credores estrangeiros no dia 24 de dezembro.

Por meio dele, os credores assumirão o comando da companhia e Eike Batista, que hoje possui 50% da OGX, passará a deter pouco mais de 9% da petroleira.

Mas o acordo envolve ainda a injeção pelos credores de US$ 200 milhões na empresa. A ideia é que, assim, a empresa possa sair da recuperação sem dívidas e com dinheiro para tocar seus projetos de exploração.

O problema é que ainda não foi possível acertar todos os detalhes da operação. Algumas etapas, inclusive, só podem ocorrer após autorização do juiz responsável pela recuperação judicial, segundo uma fonte da companhia.

A petroleira precisa viabilizar a captação do dinheiro novo e conseguir a maior adesão possível ao seu plano, que será votado em assembleia de credores. Caso seja reprovado, a OGX terá de pedir falência. 

Leia Também