segunda, 16 de julho de 2018

CAMPO GRANDE

Oficina de Teatro para crianças começa hoje

5 FEV 2011Por DA REDAÇÃO11h:21

Começa hoje, às 14h30, a Oficina de Teatro para Crianças, ministrada
pela atriz e diretora Ramona Rodrigues. Durante os 10 meses de curso,
os alunos aprendem brincando. O objetivo é desenvolver o senso
artístico de crianças e adolescentes, incentivar a criatividade, a
convivência em grupo e possibilitar o crescimento pessoal. A oficina,
destinadas a alunos de 7 a 14 anos, acontece aos sábados, das 14h30 às
17h30, no Centro Cultural José Octávio Guizzo.

Por meio de jogos lúdicos, brincadeiras, música, dança, produção e
leitura de contos e poesias, o curso trabalha interpretação de texto,
desinibição, postura, dicção, técnicas de improviso, expressão
corporal e facial, confecção de figurino, cenário e maquiagem.

A oficina, realizada em parceria com a Fundação de Cultura de Mato
Grosso do Sul, termina no dia 10 de dezembro, com a apresentação de um
espetáculo em que os alunos participam de todo o processo de criação e
produção, da construção do texto e montagem dos personagens ao
cenário. Durante o ano, as crianças e adolescentes fazem diversas
apresentações públicas, como performances teatrais e o Varal de
Poesias, em que declamam e interpretam textos de poetas consagrados.

Os alunos que fazem a Oficina de Teatro para Crianças podem ser
selecionados para participar do grupo infantil de teatro Brincarte,
criado em 2009 com o objetivo de proporcionar arte e entretenimento às
comunidades carentes. Os atores mirins do Brincarte apresentaram os
espetáculos Palhashow e A bruxinha que era boa. Em ambos, participaram
da concepção, construção e montagem das peças, elaboração dos
personagens, figurinos, adereços e cenários.

As inscrições ainda estão abertas e podem ser feitas no Centro
Cultural José Octávio Guizzo (Rua 26 de agosto, 354), das 8h às 18h.
Restam poucas vagas. Mais informações pelos telefones 3029 1865 / 3317
1792 ou 9903 3550.

Dedicação ao teatro
Ramona Rodrigues atua há 25 anos em companhias teatrais de Mato Grosso
do Sul. Participou de aproximadamente 20 espetáculos, sendo Amor por
Anexins o mais recente. Recebeu seu primeiro prêmio de melhor atriz em
1989, com o espetáculo A Lenda do Vale da Lua. Em 2004, foi premiada
como melhor atriz e melhor texto original, pela apresentação da peça A
Vendedora de Chipa. Também ganhou prêmios em outros espetáculos pela
produção de figurino, maquiagem, direção, entre outros.

Tem vasta experiência como arte-educadora, tendo trabalhado em
diversas instituições de ensino e fomento à cultura. Mantém um ateliê
na Cia das Artes, onde pesquisa, cria e produz cenários, figurinos,
bonecos e adereços, além de elaborar ferramentas pedagógicas para
auxiliar profissionais da Educação.
 

Leia Também