Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segundo aéreas

Oferta de voos durante a Copa será maior

6 JAN 14 - 00h:00Folhapress

As empresas aéreas brasileiras divulgaram nota ontem rebatendo a possibilidade, anunciada em entrevista à Folha de S.Paulo pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, de permitir às empresas estrangeiras a operação de voos domésticos.

A medida seria uma forma de conter um eventual "aumento abusivo" no preço das passagens durante a Copa do Mundo.

"O setor aéreo brasileiro tem mantido diálogo constante com o governo federal", diz a nota. Para a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), a melhoria das operações aéreas domésticas envolve não apenas os esforços das companhias, "mas o avanço da infraestrutura aeroportuária e a revisão do sistema de tributação do combustível, 30% mais alto do que em outros países".

A associação "ressalta também que a oferta de voos durante a Copa ainda está em discussão".

Em dezembro, as companhias aéreas enviaram à agência reguladora do setor, a Anac, propostas para atender à demanda no período, com previsão de aumento de voos para as cidades-sede. A agência afirmou que pretende atender a todos os pedidos, a depender das limitações dos aeroportos.

A decisão sobre o aumento de voos deve sair neste mês e, segundo a nota da Abear, "terá impacto na quantidade e preço das passagens". A associação não informou, porém, até a tarde de hoje, se as empresas esperam uma redução dos preços nem de quanto será essa redução.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Projeto de privatização da Eletrobras chega ao Congresso em novembro

ECONOMIA

Índice de Confiança do Empresário Industrial fica estável pelo 3º mês

ECONOMIA

Intenção de consumo das famílias cresce pelo terceiro mês

BRASIL

Governo libera orçamento de universidades federais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião