Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

OCDE revisa projeções e estima melhora para alguns países em 2010

1 MAR 09 - 22h:00
     

Da Redação

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) vai revisar suas previsões econômicas divulgadas em novembro do ano passado. A divulgação das novas estimativas ocorrerá no fim deste mês, dois dias antes do encontro do G20 em Londres, segundo o secretário-geral, Ángel Gurría.

As previsões anteriores para 2009 apontavam contração do PIB de 0,9% para os Estados Unidos, de 0,1% para o Japão, de 0,5% para a zona do euro e de 0,3% para a média dos países que integram a OCDE.

"As previsões são claras. Daqui até metade do ano ou talvez até o terceiro trimestre, haverá piora dos indicadores, mas isso já sabemos e não quer dizer que a cada semana teremos uma surpresa".

Em relação ao Brasil, o secretário-geral da OCDE comentou que a situação é melhor do que a apresentada por diversos países, mas rejeita a ideia de descolamento da crise. "Não há qualquer país que esteja descolado".

        No México, segundo ele, o impacto da crise chega por meio do preço do petróleo e das remessas de imigrantes e na Alemanha e em outros países pelo aumento do desemprego. (Com Agência Estado)

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro
FUTEBOL

Alisson, Firmino e Marquinhos concorrem à Bola de Ouro

Gás é reajustado pela Petrobras e preço pode ultrapassar R$ 100 em MS
BOTIJÃO DE 13 QUILOS

Gás de cozinha terá aumento e preço pode ultrapassar R$ 100 em MS

Com problemas de saúde, Zeca do PT deixa presidência do partido
POLÍTICA

Com problemas de saúde, Zeca deixa presidência do PT

Em um ano, número de queimadas quase dobram em Campo Grande
MEIO AMBIENTE

Em um ano, número de queimadas quase dobram, aponta comitê

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião